Homem espanca mulher por 12 h após desconfiar de traição e é preso no Rio

72

Um homem foi preso em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, suspeito de torturar a mulher, uma professora, por doze horas. Segundo a polícia, o crime foi cometido porque Davidson Gomes da Silva desconfiou de uma traição.

O casal estava junto há quase dois anos e tem um bebê de 10 meses. Ela afirma que já tinha procurado a polícia e, ao Rlagosnoticias, contou o drama que viveu.

“(Quando) eu estava grávida de sete meses, aconteceu algo parecido. Ele me trancou dentro de casa falando que eu tinha apagado ligação do meu telefone.

Ele olhou meu WhatsApp e viu dois contatos sem foto. Ele queria saber porque o contato estava sem foto. Eu falei que não sabia, e ele falou que eu tinha trocado o nome da pessoa, que na pessoa com certeza era meu amante e por isso tirou a foto.

Aí ele começou a bater no meu rosto. eu estava com o maior barrigão”, relembra.

A vítima também relata tapas e soco na cabeça. A prisão ocorreu na Rodovia Washington Luiz, segundo a Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (7).Chegou a me levantar e tirar meus pés do chão pelo pescoço, com uma mão só, como se fosse me enforcar. Eu fiquei com muito medo, muito medo”— Vítima de violência doméstica

A vítima também foi mantida em cárcere privado. O homem teve o mandado de prisão temporária expedido por tortura, cárcere privado e ameaça, na forma da Lei de Violência Doméstica Contra Mulher.

As ameaças, relatam a professora, eram frequentes.

“Se ele ligasse e eu não atendesse, era motivo para falar que iria me cortar viva, ia me matar. Ele chegou a falar que eu merecia um tiro”, contou.

Casos semelhantes no Estado

Em Nova Iguaçu, um homem também foi preso após espancar a mulher por seis horas. A agressão teria sido motivada por mensagens de um aplicativo de celular.

Em Angra dos Reis, Deidiane de Paula Monteiro foi atingida com golpes de facão enquanto ela e a filha dormiam. O suspeito, Flávio da Silva Lins, está foragido. Em Barra Mansa, uma grávida morreu ao ser espancada pelo marido. Agressor foi preso na terça-feira.