Governador comparece a enterro de soldado da PM morto por traficantes

41

O governador Wilson Witzel garantiu que a atuação da polícia no combate ao crime organizado será permanente para mudar a realidade no Rio de Janeiro.

A afirmação foi feita neste sábado (9/3), no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, após o enterro do soldado Leandro Venerando Costa da Silva, de 33 anos, do 23º BPM (Leblon), baleado na cabeça durante uma troca de tiros na Rocinha, na sexta-feira (8/3).

– Nós estamos trabalhando contra aqueles que se infiltraram nas comunidades, usam como escudo a comunidade para poder praticar o comércio das drogas e se utilizam de armas de fogo de grosso calibre contra quem quer que seja – disse Witzel.

Segundo ele, recuperar a estrutura das polícias é o caminho para melhorar a situação da segurança no estado.

– Apesar de já termos conseguido reduzir a letalidade policial, isso ainda é o resultado de vários anos de abandono das nossas polícias, não só da Polícia Militar como da Polícia Civil, e da falta de organização que levou a uma completa desestruturação do trabalho policial e o crime organizado ocupou um espaço – frisou.

O governador ressaltou que, em paralelo à ação policial de combate à criminalidade, é importante que sejam desenvolvidas políticas públicas nas comunidades carentes.

– Vamos iniciar o projeto de reurbanização da comunidade da Rocinha, o projeto Comunidade Cidade, que vai levar o saneamento básico, abrir ruas naquela localidade para facilitar o acesso aos serviços públicos.