Laura Maria Fiscal do Trabalho é presa em Iguaba Grande por fraudes e por conseguir vantagens indevidas em fiscalizações de empresas no Rio de Janeiro

73

Policiais da 125ª DP (São Pedro da Aldeia) prenderam nesta segunda-feira (25), Laura Maria Santos de Brito Silva, de 68 anos, em cumprimento a mandados de prisão expedidos pela Vara Federal Criminal. 

Laura era auditora fiscal do trabalho e foi demitida em 2004 ao ser investigada pela Polícia Federal por utilizar o cargo público para conseguir vantagens indevidas em fiscalizações de empresas no Rio de Janeiro.

Ela também foi citada no bojo da Operação “Paralelo 251”, desencadeada pela Polícia Federal para apurar delitos ocorridos na Delegacia Regional do Trabalho (DRT/RJ) praticados por auditores fiscais do trabalho e outros servidores. Ela foi condenada ainda em ação de improbidade administrativa.

Ela foi presa em um condomínio de luxo no município de Iguaba Grande e estava trabalhando como advogada na Região dos Lagos.

Fonte: Rc24hs