Com R$ 36,7 milhões, Cabo Frio tem melhor arrecadação de royalties desde 2014

59

Cabo Frio fechou o primeiro trimestre de 2019 com a maior arrecadação com royalties do petróleo para o período nos últimos cinco anos. Contando apenas os repasses mensais feitos pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), o município recebeu R$ 36.711.005,60.

O número foi fechado ontem, quando a ANP depositou na conta da prefeitura a quantia de R$ 12.216.298,99.

No mesmo período do ano passado, quando a cidade ainda era gerida por Marquinho Mendes (MDB), entraram nos cofres cabofrienses R$ 33.151.719,93. Um aumento de 10,7% de um ano para o outro.

Em relação ao primeiro ano de gestão do antecessor, o cenário do primeiro verão governado por Adriano Moreno é ainda mais positivo. Nos três primeiros meses de 2017, o município recebeu R$ 27.288.731,54.

A atual marca também foi maior que em 2015 e em 2016, no auge da crise do mercado internacional, quando Cabo Frio teve direito a repasses de, respectivamente R$ 30.877.146,70 e R$ 20.726.299,79.

Nos últimos anos, apenas em 2014, a arrecadação com o recurso compensatório pela exploração do óleo foi maior. No caso, muito maior: R$ 50.810.366,27. No entanto, a realidade do preço do barril no mercado externo era completamente distinta à de hoje.

Além da cota recebida todo mês, Cabo Frio já teve direito esse ano à primeira parcela da participação especial, paga trimestralmente. Em fevereiro, entraram nos cofres do município R$ 10.287.349,10, o que totaliza R$ 46.998.355,00 recebidos em três meses. 

Demais municípios – Ontem também foram pagas as cotas mensais aos outros municípios que têm direito a receber royalties na região. Arraial do Cabo teve direito a R$ 4.427.984,02. Já na conta de Armação dos Búzios, a ANP depositou R$ 5.690.623,08.

Fonte: Folha dos Lagos