Operação Paqui apreende drogas e armas no Pury’s em Três Rios

77

As forças policiais de Três Rios, Civil da 108ª DP e 38º Batalhão desencadearam hoje (05) a Operação Paqui, com o objetivo de prender o número 1 e líder do comando de tráfico de drogas no Bairro Pury’s em Três Rios.

O nome da operação faz referência aos desertores da tribo dos Coroados que eram chamados de Paqui, e com isso surgiu à tribo Puris, que dá nome ao bairro trirriense.

Em um total de 38 policiais militares e 7 da polícia civil com a presença do delegado titular da 108ª DP André Lourenço e do tenente coronel Soliva comandante do 38º BPM (Três Rios), os agentes cumpriram mandados de busca e apreensão no bairro.

Segundo o titular da delegacia de Três Rios, a quadrilha aterrorizava moradores, limitavam o acesso de pessoas de outras localidades principalmente no alto Pury’s, e até mesmo serviços como o de atendimento de socorro com ambulâncias estavam sendo proibidos pelos marginais.

Durante todo o dia em trabalho conjunto das forças policiais, os agentes tomaram conta de todos os acessos ao bairro, progredindo pelas ruas da localidade.

Loureço disse a nossa reportagem que Maxuell intitulado como o “dono do morro” recebia ordens do chefe do tráfico da Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré na Zona Norte do Rio de Janeiro, e era um representante legal de uma facção criminosa.

Segundo os agentes que participaram da Operação Paqui, Maxuell fugiu ao perceber que o morro estava sendo tomado pela polícia e a sua fuga era invadindo casas dos moradores, até que foi encontrado na residência de uma mulher e preso com uma grande quantidade de drogas.

Maxuell Rodrigues Rosa de 32 anos chefe do tráfico no Pury’s, Janderson Silva de Oliveira de 20 foram presos, um menor de 17 anos foi apreendido e a mulher que supostamente deu cobertura a Maxuell foi levada para a sede da delegacia de Três Rios, e irá prestar esclarecimentos, segundo o delegado se ficar provado a sua participação na fuga de Maxuell ela pode ser presa por favorecimento ao tráfico de drogas, Janderson foi preso por posse de arma de fogo de uso restrito, com ele foi apreendido uma pistola 9mm com kit rajada, outra arma com as mesmas características foi apreendida com o menor que irá responder no fato análogo pelo mesmo crime.

Além das armas foram apreendidos na operação, mais de mil pinos de cocaína ainda não contabilizados. O delegado titular da 108ª DP André Lourenço disse que trabalho e as investigações continuam pela cidade e que o crime não irá imperar em Três Rios.

– A Operação Paqui foi desencadeada pelas forças policiais de Três Rios, de imediato gostaria de agradecer aos abnegados policiais tanto civis quanto militares no trabalho realizado hoje, ao comando do 38º BPM, ao Ministério Público e Poder Judiciário que deu todo suporte para esse trabalho.

Ressaltamos que a prisão do Maxuell é muito importante para o cidadão de bem, para os moradores do Bairro Pury’s que viviam sob o domínio desse criminoso que também é investigado nas participações de alguns homicídios ocorridos no mês de março em Três Rios. – disse Lourenço.

O delegado aproveitou e comentou também que a população pode contar com a polícia civil que sempre esta pronta para quem precisar.

– Estamos à disposição da população, a ajuda com denúncias anônimas é de suma importância para os trabalhos das polícias, e nós tanto policiais civis quanto militares estaremos sempre protegendo e dando segurança a população de Três Rios. – finalizou.