Operação ‘Meu limão, meu limoeiro’ contra o Tráfico de Drogas prende 13 pessoas em Paraíba do Sul

165

Uma ação integrada entre as polícias Civil e Militar prendeu 13 pessoas na manhã desta sexta-feira (3), em Paraíba do Sul, no Sul do Rio de Janeiro. As prisões fazem parte da operação “Meu limão, meu limoeiro”, que concentrou forças no bairro Limoeiro. O objetivo é combater o tráfico de drogas e a ação de grupos armados na região. De acordo com a Polícia Civil, foram presos 10 homens e três mulheres.

“Nós cumprimos 15 mandados de prisão contra os alvos que dominavam a comercialização de entorpecentes na localidade. Apreendemos duas armas. Apreendemos duas pessoas em flagrante pela posse dessas armas. A operação continuará ao longo do dia. Esperamos realizar mais prisões, dando a paz que a sociedade merece”, explicou o inspetor Oneir Guedes.

A operação continua durante toda a sexta-feira e está mobilizando cerca de 50 agentes policiais. Ainda segundo a Polícia Civil, a ação é o resultado de duas investigações, que tiveram início depois de apreensões de grande quantidade de drogas no município.

A principal durou cinco meses e começou depois da apreensão de quase 1 kg de maconha no porta-luvas de um carro. A segunda parte começou a partir da apreensão de 3 kg do mesmo entorpecente e uma arma, em abril do ano passado.

Com isso, os agentes conseguiram identificar uma quadrilha que tem como chefe um integrante de uma facção criminosa, que nasceu no município e se mudou para a favela Ladeira dos Tabajaras, no Rio de Janeiro. Além disso, também foram identificados outros traficantes que agem na cidade.

Ao todo, 85 cápsulas de cocaína, um revólver com numeração raspada com 4 munições e uma espingarda sem munições foram apreendidas.

Todos os presos foram levados para a delegacia de Paraíba do Sul.

A principal investigação durou cerca de cinco meses e teve início após a apreensão de quase um quilo de cocaína no porta luvas de um carro que estava parado no bairro Limoeiro. Através do trabalho investigativo, os agentes conseguiram identificar toda hierarquia e estrutura do grupo proprietário daquela droga.

A segunda investigação concluída nesta sexta teve origem na apreensão de uma arma e três quilos de maconha em um matagal no ano passado. Todos os proprietários do material foram identificados e tiveram suas prisões decretadas: total de presos.

1- Jean Carlos Garcia Costa – mandado de prisão por tráfico de drogas/ Flagrante por tráfico de drogas/ Flagrante por posse de arma de uso restrito

2- Rosilene Jacinto de Melo (vulgo “Rose”) – mandado de prisão por tráfico de drogas

3- Wellington Muniz Leme Mendonça (vulgo ”Cara Murcha”) – mandado de prisão por tráfico de drogas

4- Mariane Rosa Rodrigues – mandado de prisão por tráfico de drogas

5- Mateus dos Santos Arantes (vulgo “Pitty”) – – mandado de prisão por tráfico de drogas

6- Paulo Roberto Cerqueira Manoel (vulgo “Paulo Preto”) – mandado de prisão por tráfico de drogas

7- Jeiferson Santos Barbosa (vulgo “Belô”) – mandado de prisão por tráfico de drogas

8- Geovane Dias Medeiros – mandado de prisão por tráfico de drogas

9- Diogo do Espírito Santo Florentino (vulgo “Nem”) – mandado de prisão por tráfico de drogas

10- Vitor Oliveira da Silva – mandado de prisão por tráfico de drogas

11- Tiago Santos da Cunha (conhecido que como “TH” ou “Negrete”) – mandado de prisão por tráfico de drogas

12- Ana Carolina Favato Severino – Flagrante por posse de arma de uso restrito

13- João Nuno Filho – Flagrante por tráfico de drogas.

Além das prisões foram apreendidos na operação: 85 “baldões de cocaína”, um revolver com numeração raspada com 4 munições, uma espingarda desmuniciada.