Jornalista pré-candidato a prefeito é morto em Maricá

Compartilhar

Maricá – O jornalista Robson Giorno, de 45 anos, dono do jornal ‘O Maricá’ foi assassinado na porta de casa no bairro Boqueirão. O crime aconteceu neste sábado (25) a noite.

Em uma página nas redes sociais, Robson postou que queria se candidatar à prefeitura nas eleições do ano que vem. Ele era filiado ao partido Avante.

A polícia civil já iniciou as investigações, mas ainda não há suspeitos. Na madrugada deste domingo (26), parentes da vítima prestaram depoimento na Delegacia de Homicídios em Niterói.

A Prefeitura de Maricá emitiu nota oficial em que manifesta o pesar pela morte trágica do profissional, reitera o compromisso da liberdade de imprensa, cobra das autoridades uma resposta rápida para o caso e presta sentimentos à família.

A Prefeitura de Maricá divulgou nota sobre a morte do jornalista e manifestou pesar pelo assassinato.

“A Prefeitura de Maricá manifesta seu pesar pela morte trágica do jornalista Robson Giorno e espera que as investigações conduzam rapidamente à identificação e punição dos responsáveis. Assim como reiteramos nosso compromisso com a liberdade de imprensa e de expressão, repudiamos também qualquer ato de violência. Reafirmamos ainda nossa permanente preocupação com a segurança de todos os que vivem e trabalham em Maricá. Nossos sentimentos à família.”

O partido a qual Robson Giorno era filiado, o Avante RJ, também divulgou uma nota sobre o ocorrido.

“A direção estadual do Avante RJ, assim como a direção municipal de Maricá lamentam profundamente o assassinato do jornalista Robson Giorno, nosso filiado, manifestando suas condolências a família enlutada. O partido espera empenho das autoridades policiais para desvendar a autoria e rápidas investigações.”

Comentários