Sem previsão de pagamento, Botafogo pode entrar em greve

46

Jogadores estão dois meses sem receber salários

A luz da Estrela Solitária do Botafogo não tem luz suficiente para clarear o fundo do poço em que o clube se encontra. Calados e ausentes de ações de marketing por causa dos dois meses de salários atrasados, os jogadores já amadurecem a ideia de não treinarem mais enquanto a situação não for resolvida. 

O presidente Nelson Mufarrej, está totalmente perdido em meio ao caos que atormenta o clube, não tem a menor noção de como vai arrumar dinheiro para quitar os débitos, que ainda conta com direitos de imagem atrasados.

No momento, o maior temor da diretoria é o de perder atletas na Justiça quando os atrasos completarem três meses. A única alternativa viável é vender jogadores. O goleiro Gatito Fernández, valorizado após a boa Copa América com o Paraguai, era visto como a possibilidade mais clara, que não se concretizou.