Setembro Verde busca sensibilizar população sobre doação de órgãos.

Compartilhar

No Brasil a doação de órgãos e tecidos só é permitida após autorização familiar, conforme lei em vigor. Campanha destaca importância de se comunicar à família do desejo de ser um doador.
Setembro Verde Dia Nacional do Doador de Órgão e Tecidos para Transplantes.

A simbologia “Setembro Verde” tem como base a Lei Federal 11.584, de 28/11/2007 que instituiu 27 de setembro como o Dia Nacional do Doador de Órgão e Tecidos para Transplantes. Durante todo o mês, o Brasil se une em uma só cor, a verde, adotada para representar a saúde, esperança e liberdade.

O objetivo é informar, conscientizar e incentivar as pessoas a se tornarem doadoras e manifestarem este desejo aos seus familiares.

Tal prática tem o intuito de ajudar a milhares de pessoas que lutam por uma oportunidade de salvar as suas vidas.

Para isso, a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) organiza anualmente a Campanha Nacional de Doação de Órgãos, com ações informativas e eventos sociais em todas as capitais brasileiras.

Como ser doador de órgãos?

De acordo com a legislação brasileira (lei nº 10.211, de 23 de março de 2001), a retirada dos órgãos e tecidos para doação só pode ser feita após autorização dos membros da família.

Para a doação, o doador deve ter sofrido de morte encefálica, pois somente assim os seus principais órgãos vitais permanecerão aptos para serem transplantados para outra pessoa.

Pessoas vivas também podem ser doadoras de órgãos, mas apenas aqueles que são considerados “duplos”, ou seja, que não prejudicarão as aptidões vitais do doador após o transplante.

Um dos rins ou pulmões, parte do fígado, do pâncreas e da medula óssea são exemplos de órgãos que podem ser doados por pessoas ainda em vida.

Como se tornar um doador no Brasil?

No Brasil, para ser doador não é necessário deixar nada por escrito, em nenhum documento. Basta comunicar sua família do desejo de doação. A doação de órgãos e tecidos só acontece após autorização familiar, conforme lei em vigor.

Comentários