#ALERTA Golpes de clonagem de WhatsApp: saiba como funcionam e o que fazer para se proteger

179

Estelionatários se passam por empresas para roubar contas do aplicativo e solicitar dinheiro aos contatos das vítimas

Com a chegada de novas tecnologias, é necessário estar sempre atento aos golpes que surgem com elas. Um crime que vem se popularizando no Brasil é a clonagem de WhatsApp, onde estelionatários se passam por empresas para roubar contas do aplicativo e solicitar dinheiro aos contatos das vítimas.

Se você recebesse uma mensagem de alguém conhecido.

Que trocasse mensagens com você normalmente, enquanto aplica o golpe.

Pode facilmente passar despercebido. Certo?

Como funciona o novo golpe no whatsapp?

Criminosos, em parceria com outros criminosos que trabalham em lojas de celular, conseguem facilmente criar um novo chip com o seu número.

Algo que, na teoria, somente você conseguiria fazer, apresentando sua identidade, pois é, mas os criminosos também conseguem.

Então, de posse do novo chip com o seu número, eles instalam o seu whatsapp no celular dele e conseguem acesso à suas conversas, suas fotos gravadas nas mensagens, etc.

Quem costuma enviar nudes pelo whatsapp pode sofrer ainda mais com esse golpe, o bandido agora começa a trocar mensagem com pessoas que você conhece, já imaginou como isso termina, não imaginou?

Ele inventa que você está em alguma situação de emergência e diz que você precisa pagar uma conta e pede para a outra pessoa do seu contato transferir o dinheiro, para tranqüilizar ainda mais a vítima, promete devolver o dinheiro amanhã.

Como funciona

1) A vítima anuncia algum produto em sites de comércio eletrônico, como MercadoLivre ou OLX, indicando o número de WhatsApp para contato;

2) Os estelionatários enviam uma mensagem para o anunciante se passando pela empresa de comércio eletrônico, solicitando a atualização de dados cadastrais e o fornecimento do código de seis dígitos repassado via SMS;

3) Após receber o código enviado pela vítima, o criminoso consegue acesso a todas as ações do WhatsApp, iniciando conversas com os contatos e solicitando dinheiro e outros benefícios.

4) Links de promoção de empresas também são usados para roubar suas informações.

O que fazer?

– Avise familiares e amigos sobre o ocorrido, informando que não repassem dinheiro nem dados pessoais para os criminosos;

– Caso alguma pessoa tenha feito transferência, comunique a instituição bancária para que cancele a transação;

– Registre um Boletim de Ocorrência junto à Polícia Civil, informando todos os dados trocados entre os criminosos e sua lista de contatos, como contas bancárias e endereços;

– Envie um e-mail para [email protected] com o Boletim de Ocorrência em anexo, o assunto “Perdido/Roubado”, e o seguinte corpo de mensagem:

“Prezados,
Serve o presente para informar que a conta +55xxxxxxxxx foi seqüestrada e que os atacantes passaram a realizar o envio de mensagens em massa (SPAM) para diversos contatos e grupos solicitando transferências em dinheiro.

Solicito o bloqueio e/ou banimento imediato da conta número +55xxxxxxx.
“Muito obrigado.”

Como Evitar

– Ative a verificação em duas etapas no WhatsApp no menu Ajustes>Conta. O aplicativo passará a solicitar a senha cadastrada esporadicamente, evitando que a conta seja utilizada por terceiros;

– Nunca repasse dados de SMS para terceiros. Não é normal que empresas de comércio eletrônico entrem em contato com clientes via WhatsApp;

– Fique atento com dados conflitantes nas mensagens recebidas.

– Nunca realize transações bancárias sem antes ter certeza de com quem está falando.

– Não bobeie: mesmo em redes consideradas seguras, manter a atenção é sempre uma prática recomendada para ao menos ajudar a evitar diferentes tipos de incidentes de segurança.

– Fique atento para a resposta do app ao seu comando: se escanear um código e não receber nenhuma ação em resposta, provavelmente você sofreu um ataque.

– Se tiver dúvidas, vá à tela principal do Whatsapp, selecione a opção “Whatsapp Web” e encerre todas as sessões que foram iniciadas, isso derruba o acesso de criminosos à conta imediatamente.

– Mantenha ativados todos os programas de segurança: tenha esses mecanismos sempre configurados para bloquear ameaças, tanto no smartphone quanto no computador.

Se cair no golpe, registre imediatamente na delegacia.

Se for útil pra você esta informação compartilhe!