Creas de Cabo Frio busca parcerias para fortalecer atendimento ao público LGBT+

54

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) promoveu esta semana encontros com órgãos e instituições de serviços voltados ao público LGBT+. O objetivo é fortalecer o atendimento e a prestação de serviços direcionados.

Nesta quarta-feira (18) o coordenador do Creas, Nathan Barbosa, recebeu o superintendente de Políticas Públicas LGBT+, Matheus da Silva Cardoso. Na terça-feira (17), foi a vez da equipe do Centro de Cidadania LGBT+ da Região dos Lagos, que iniciou as atividades há 9 meses, com sede em São Pedro da Aldeia. O grupo é composto pelo coordenador do programa, Theo Silveira, a assessora técnica, Juliana Tempone, e a advogada, Tatiana Crispim.

“Hoje tivemos mais um avanço no que se refere ao Sistema Único de Assistência Social (SUAS). A implementação desta temática no CREAS faz com que consigamos acolher e atender de forma inclusiva à toda população LGBTI+ que estejam em vulnerabilidade social e/ou com seus direitos violados. “, comentou o superintendente Matheus.

Ambos encontros foram destinados a discutir estratégias de atendimento e capacitação da equipe técnica para o atendimento às pessoas LGBT+.“Muitos casos de LGBTfobia não chegam aos órgãos públicos porque os cidadãos não conhecem ou temem passar por uma nova situação de violência institucional ou constrangimento. Por isso, o Creas iniciou o movimento de se aproximar dos órgãos para qualificarmos nossa escuta e intervenção”, explica Nathan.

O Centro de Cidadania, a Superintendência LGBT+ e o Creas dão assistência em casos de LGBTfobia, prestando orientação jurídica, psicológica e acompanhamento familiar para casos de discriminação por orientação sexual e pessoas LGBT+ em situação de rua.