Mancha de óleo é avistada no Estado do Rio pela primeira vez

67

RIO – Pequenos fragmentos de óleo foram detectados e removidos na Praia de Grussaí, em São João da Barra, no estado do Rio, nesta sexta-feira. Este é o primeiro registro do material no litoral fluminense. A informação foi divulgada pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Segundo os órgãos, o material corresponde a cerca de 300 gramas e foi analisado pelo Instituto de Estudo do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM) e constatado como compatível com o óleo encontrado no litoral da região Nordeste e Espírito Santo.

Um grupamento de militares da MB já se encontra no local efetuando monitoramento e limpeza. Servidores do IBAMA se juntarão a essa equipe neste sábado.

Fragmentos de óleo já tinham sido encontrados na praia de Camburi, em Vitória, capital do Espírito Santo, no último sábado.

‘Nos preparamos para o pior’

Em entrevista coletiva no Rio, o presidente Jair Bolsonaro voltou a comentar, neste sábado, o derramamento de óleo na costa brasileira. Ao ser questionado sobre o fato de o produto ter aparecido em São João da Barra, ele disse que se preparou para o pior.

– Nós gostaríamos muito que fosse identificado quem realmente cometeu, no meu entender, esse ato criminoso. Agora, não sabemos o quanto de óleo ainda tem no mar. Na pior hipótese, um petroleiro, caso tenha jogado no mar toda a sua carga, menos de 10% chegou em nossa costa ainda, então nós preparamos para o pior. Pedimos a Deus que isso não aconteça – afirmou ele, que participou das cerimônias de celebração do 74° aniversário de criação da Brigada de Infantaria Paraquedista e do Jubileu de Ouro e de Prata da Brigada de Infantaria Paraquedista, na Vila Militar

As manchas de petróleo em praias do Nordeste começaram a aparecer na Paraíba . A substância é a mesma em todos os locais: petróleo cru. O fenômeno tem afetado a vida de animais marinhos e causado impactos nas cidades litorâneas.

A praia de Grussaí, em Barra de São João Foto: André Teixeira/Agência O Globo

O Rio é o 11º estado brasileiro a ser atingido pelo óleo. Já haviam sido afetados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Espírito Santo.

Um levantamento divulgado pelo Ibama, na quinta-feira, informou que 724 localidades forma contaminadas. Entre os municípios do litoral nordestino, 72% dos municípios tiveram praias afetadas desde o início do desastre ambiental.