Caso Suzane Von Richthofen vira filme e estreia em Abril

Compartilhar

Um dos crimes que mais marcaram o país nos anos 2000 será contado em dois filmes em 2 de abril. O “Caso Richthofen”, como é chamado o episódio em que o casal Manfred von Richthofen e Marísia von Richthofen foi assassinado pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos a mando da filha das vítimas, Suzane von Richthofen, será contado nas telas dos cinemas.

Serão lançados dois filmes no mesmo dia: “O menino que matou meus pais”, com a versão da história contada por Suzane, e “A menina que matou os pais”, com a história contada por Daniel Cravinhos. Dirigido por Mauricio Eça, a trama teve seu primeiro trailer divulgado nesta segunda-feira. Confira abaixo, também, quem são os principais personagens da produção.

Suzane von Richthofen

Suzane von Richthofen, em 2006, e a atriz Carla Dias interpretando Suzane
Suzane von Richthofen, em 2006, e a atriz Carla Dias interpretando Suzane Foto: Reprodução

A atriz Carla Diaz vai interpretar a principal personagem do “Caso Richthofen”. Na época do crime, Suzane era estudante de direito na PUC-SP e namorava Daniel Cravinhos. Os pais da jovem não aprovavam o relacionamento por considerarem Daniel obsessivo com ela e porque sua filha usaria drogas com ele.

No dia do crime, ela guiou Daniel e o cunhado, Cristian, ao quarto dos pais. Durante a execução do casal, Suzane ficou na biblioteca da casa. Depois ajudou a limpar a cena do crime para simular um assalto. Atualmente, está presa em regime semiaberto e, este ano, foi aprovada no Sisu após prestar o Enem em um curso de Gestão de Turismo.

Daniel Cravinhos

Daniel Cravinhos, em 2002, e o ator Leonardo Bittencourt que o interpreta
Daniel Cravinhos, em 2002, e o ator Leonardo Bittencourt que o interpreta Foto: Reprodução

Namorado de Suzane von Richthofen, Daniel será interpretado por Leonardo Bittencourt e terá sua versão contada em um dos filmes. Ele atacou o casal Richthofen com barras de ferro junto de seu irmão, Cristian. Após o crime, seguiu para um motel junto com a namorada para tentar fingir um álibi. Daniel saiu da cadeia no ano passado e casou com uma mulher, filha de uma agente penitenciária.

Manfred von Richthofen

Manfred von Richthofen e o ator Leonardo Medeiros que o interpreta
Manfred von Richthofen e o ator Leonardo Medeiros que o interpreta Foto: Reprodução

Engenheiro alemão naturalizado brasileiro, Manfred era o pai de Suzane. O personagem de Leonardo Medeiros era diretor de engenharia da Dersa. Participou do projeto de construção do Rodoanel Mário Covas, uma via expressão em São Paulo que contorna a cidade e liga várias rodovias. A fortuna do engenheiro era avaliada em cerca de R$ 11 milhões.

Marísia von Richthofen

Marísia von Richthofen e a atriz Vera Zimmermann que a interpreta no filme
Marísia von Richthofen e a atriz Vera Zimmermann que a interpreta no filme Foto: Reprodução

A psiquiatra, que na trama será interpretada por Vera Zimmermann, era formada na Universidade de São Paulo (USP). No dia do assassinato, quando foi atacada a golpes de barra de ferro com seu marido, ela resistiu, mas foi sufocada com uma toalha e morreu.

Cristian Cravinhos

Cristian Cravinhos e o ator Allan Souza Lima interpretando Cristian
Cristian Cravinhos e o ator Allan Souza Lima interpretando Cristian Foto: Reprodução

Irmão de Daniel, Cristian será interpretado por Allan Souza Lima (“Órfãos da terra”). Cristian chegou a ser internado por dependência de cocaína e atualmente segue preso pelo assassinato do casal Richthofen. Em 2017, a Justiça chegou a autorizar o cumprimento da pena em regime aberto. Mas, no ano seguinte, voltou à prisão após ser acusado de agredir a ex-mulher, de ter tentado subornar policiais e por porte ilegal de armas.

Andreas Richthofen

Andreas Richthofen e o ator Kauan Ceglio que interpreta Andreas
Andreas Richthofen e o ator Kauan Ceglio que interpreta Andreas Foto: Reprodução

Irmão de Suzane. Os dois eram próximos até o assassinato de seus pais. Após o episódio, foi morar com um tio. Interpretado por Kauan Ceglio (“Santos Dumont”), Andreas chegou a receber uma ligação de Suzane, após a morte dos pais, pedindo sua ajuda como parte do plano dela. Ele se formou em Farmácia e Bioquímica na USP e também ingressou em um doutorado em Química Orgânica em 2010. Sete anos depois, chegou a ser internado em uma clínica de recuperação após ter tido um surto psicótico. Ele teria sido visto na cracolândia dias antes do ocorrido.

Comentários