Opinião: Prefeitos da Região dos Lagos mantém Medidas de Isolamento Social, mas não apresentam nenhuma Proposta para o Desemprego em Massa.

Compartilhar

Os prefeitos de Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Búzios, Arraial do Cabo, Iguaba Grande,Araruama e Saquarema têm adotado medidas duras de isolamento social para conter o avanço do coronavírus.

A economia da região assiste de braços atados suas atividades comerciais e empregos derreterem a cada dia. Sabe-se que as medidas de combate a pandemia sob a orientação da Organização Mundial de Saúde procuram minimizar os seus impactos, já que não há vacina e tratamento para a doença no momento.

Por outro lado, os gestores das prefeituras da região dos lagos estão esquecendo que se a economia afundar, teremos um duplo problema a enfrentar: a fome causada pelo desemprego somado a propagação do vírus.

Como impor um isolamento social sem um plano estratégico para amparar trabalhadores autônomos e pequenos e médios comerciantes ? Como impor o isolamento social para uma pessoa que não tem mais nada para comer em casa? É muito fácil impor o isolamento social para um grupo familiar de classe média alta com a geladeira abarrotada e com assinatura da Netflix.

Os prefeitos da região tem que urgentemente propor medidas para acolher os autônomos que no momento estão sem ter como levar o sustento para os seus lares, está na hora também de isentar o pequeno e médio comerciante dos impostos municipais para que possam sobreviver e manter os empregos na cidade.

É chegada a hora, também, dos gestores municipais da região reverem seus conceitos diante da pandemia, pois há uma entrelinha em que a população já evidenciou, que é politizar cada vez mais a crise, pois se lucra com crises, se lucra com estado de calamidade e emergência, onde dispensas de licitações se fazem aos montes, se lucra também com o cenário de prorrogação de mandatos, pois muitos já contam com o cancelamento das eleições municipais, enfim, se a economia parar, teremos um caos pior do que o visto na Venezuela e no Chile, o colapso e a convulsão social está prester a bater a porta, só não vê quem não quer.

Editorial Político – Rlagos Notícias

Comentários