Distribuindo amor em meio ao caos.

Compartilhar

Estivemos essa semana batendo um papo com o Pr. Fabrício Valladares sobre o trabalho que esta sendo realizado através de amigos e voluntários, durante a conversa ele explicou que existe uma crescente de pessoas que estão procurando ajuda, pois estão sem dinheiro e seus alimentos já começaram a faltar.

Falamos também sobre algumas igrejas que estão sendo ameaçadas por órgãos públicos por estar exercendo o trabalho social, o mesmo relatou que não esta passando por isso até o momento, mas sabe que isso em alguns lugares já começou a acontecer.

Alem das cestas básicas, também estão sendo entregues na parte da manhã um café reforçado e na parte da tarde uma sacola de frutas e lanches para pessoas em situação de rua.

  • Assista o vídeo.

Conheça um pouco do trabalho que ele vem desenvolvendo junto com os seus voluntários

Quem desejar ajudar o pastor nessa missão pode estar indo na Igreja do Reino em frente ao Mercado Extra do Braga sobre loja ou entrar em contato através das suas redes sociais.

@Fabriciovalladares ou @igrejadoreino.

Contato: 22.97405.3299 whatsapp

O que pode ser doado?

  • Alimento não perecível
  • Material de higiene pessoal
  • Material de limpeza
  • Pão
  • Leite
  • Café
  • Açúcar
  • Frutas
  • Luvas e mascaras
  • Álcool em gel

Essa iniciativa foi tomada após uma polêmica que se deu por conta de uma matéria veiculada nas redes sociais sobre a “Vidraça da discórdia” e também sobre a população em situação de rua nessa época de pandemia.

Na matéria esclarecemos que o número cresce absurdamente, a imunidade tributária e as garantias que a constituinte. Prometemos aos nossos leitores que durante esse tempo de quarentena iríamos mostrar as instituições religiosas que desenvolvem um belíssimo trabalho social nas comunidades.

  • Leia a matéria sobre a população em situação de rua.

Filmagem e entrevista

Diego D.Medeiros

Elisangela Dias – Colunista Social

Fundadora do Instituto Fome de Pão Sede de Deus

Diplomata Civil Capelã Internacional

Comentários