Prefeitos contrariam Dória e reabrem comércio

Compartilhar

Vinte e quatro cidades já adotaram medidas de flexibilização liberando cultos religiosos, hotéis, salões de beleza, óticas e outras atividades, mesmo após as ameaças do governador, João Dória, de adotar medidas legais contra prefeituras que têm flexibilizado o funcionamento do comércio em meio à pandemia.

Dessas, 16 permitiram a abertura dos estabelecimentos na quarta-feira (22) e na quinta (23), o que mostra uma onda crescente de flexibilização no estado, que já teve 1.512 mortes devido à Covid-19.

O governo paulista afirmou, sobre o descumprimento de prefeituras pelas medidas definidas pelo estado, que o decreto de Doria é claro ao determinar a suspensão de atendimento presencial em comércios ou serviços não essenciais e que diariamente a recomendação é a de que “a população fique em casa e respeite o isolamento social”.

Comentários