Delegado de Rio das Ostras é transferido para Casimiro de Abreu e deixa legado

100

Rio das Ostras – Após 1 ano e 5 meses, o delegado titular da 128ª Delegacia de Polícia de Rio das Ostras, Dr. Ronaldo Cavalcante, se despede nesta terça-feira (9), para um novo desafio no município de Casimiro de Abreu (121ª DP).

Sua gestão ficou conhecida no município pela produtividade alcançada.

Em 2019, a DP 128ª ficou em primeiro lugar no índice de produtividade de combate à violência entre as delegacias de médio porte, no interior do Rio, e foi a segunda colocada entre todas as delegacias do estado, atrás apenas, da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), na capital, referente ao ano de 2019.Entre os casos resolvidos, os que tiveram maior destaque foram:

A ‘Operação Toy’ realizada em parceria com o MPRJ, que prendeu e apreendeu 38 envolvidos com tráfico de drogas, da organização criminosa do Terceiro Comando;

A prisão dos suspeitos (ex companheiro da vítima e seu irmão PM) de matar e sumir com o corpo da jovem Jennifer Tifany, de 23 anos; E a prisão do chaveiro Cosme Luiz dos Santos (64), procurado pela polícia por homicídio doloso, acusado de atropelar e matar o jovem David Pires da Silva (20), após a vítima esbarrar no retrovisor do seu carro.

Além disso, o compromisso com a Lei 11.340/2006 (Lei Maria da Penha), que preza por manter um prazo menor que 30 dias para resolver denúncias de violência contra a mulher.Dr. Carmelo Santalucia continua na sede policial de Rio das Ostras como delegado adjunto.

Despedida e novo desafio – Dr. Ronaldo disse que, apesar da pandemia ter diminuído o ritmo das ações nos últimos meses, o sentimento é de dever cumprido.

“Conseguimos resolver quase todos os homicídios da cidade, com o empenho de toda a equipe. Demos o nosso melhor e agora, em Casimiro, continuarei com a mesma disposição e ímpeto de ajudar a sociedade com a nobre função da Polícia Civil e deixando aberta a possibilidade de retorno, se for de interesse da administração”, afirmou.

“Em Casimiro, vamos suceder uma equipe competente e continuar o trabalho que eles já vinham realizando, principalmente no combate às drogas e à violência doméstica, que é muito frequente no município e precisa de uma atenção incisiva”, pontuou.”O trabalho público é feito na impessoalidade, não é a figura do delegado, mas da Polícia e o seu compromisso. O colega que irá assumir Rio das Ostras é competente e de primeira, possui o último padrão na carreira, é experiente, está vindo do Rio e também fará um bom trabalho, tenho certeza”, finalizou Dr. Ronaldo.

Quem assume a DP de Rio das Ostras é o delegado Dr. Roberto Ramos, que vem da 20ª DP de Vila Isabel.