Covid-19 | Hospital de Barra de São João em Casimiro de Abreu, pode ter pelo menos cem funcionários fantasmas “afirma Deputado Estadual”

Compartilhar

O Hospital de Barra de São João, em Casimiro de Abreu, pode ter cerca de 100 funcionários fantasmas. A denúncia foi feita pelo Deputado Estadual, Felippe Poubel, que esteve, nesta semana, fiscalizando a unidade, que fica ao lado da tenda montada para ser um hospital de campanha do Estado, que ainda não foi inaugurado.

Segundo Poubel, ele teve acesso ao livro de ponto dos funcionários, onde pelo menos 100 pessoas já assinaram o ponto até o final deste mês, sem terem trabalhado. Além disso, somente o diretor administrativo estava presente na unidade, não havia nenhum médico, enfermeiro ou outro funcionário trabalhando.

O diretor administrativo justificou que a unidade está sem atendimento de urgência desde 2001, mas que realiza atendimento ambulatorial. Porém, desde o início da pandemia esse atendimento também foi suspenso.

Outro ponto que foi denunciado pelo Deputado foi o abandono do prédio. Algumas alas da unidade, que já foi  referência para a Região dos Lagos, estavam sem energia elétrica e com aparelhos sem funcionamento.

“É um crime deixar uma unidade física fechada. O Hospital existe, mas infelizmente, o Governador descompromissado junto com sua equipe não tiveram a sensibilidade de pensar no próximo, na humanidade, no futuro. Imagina se parte dos R$ 60 milhões investidos na tenda, fossem investidos neste hospital. Ficaria um legado para à população”, frisou o Deputado, lembrando que o Hospital de campanha corre o risco de sequer ser aberto para uso da população.

Poubel encerrou afirmando que irá denunciar o caso as autoridades competentes para que providências sejam tomadas.

Comentários