Portal dos procurados pede informações sobre dois envolvidos na organização criminosa do “Escritório do Crime no Rio

Compartilhar

O Portal dos Procurados divulga nesta terça-feira, dia 30/06, cartaz para ajudar a Delegacia de Homicídios da Capital – DH/Capital, com informações que levem a localização e prisão de João Luiz da Silva, o Gago, de 48 anos e Anderson de Souza Oliveira, o Mugão, de 44. Eles são procurados por envolvimento com a organização criminosa denominada ‘Escritório do Crime’, que se dedicam a homicídios por encomenda. Os dois já são considerados foragidos da Justiça.

Nesta terça (30), Delegacia de Homicídios da Capital, em conjunto com Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), da Polícia Civil do Estado (PCERJ) e da Corregedoria-Geral da Polícia Militar (PMRJ), deflagrou, a operação Tânatos, numa referência ao ‘Deus da Morte’ na mitologia grega. A investigação contou também com apoio da força-tarefa da Coordenação-Geral de Combate ao Crime Organizado da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP). Foram presos no início da manhã Leonardo Gouvêa da Silva, o Mad, de 39 anos, e Leandro Gouvêa da Silva, o Tonhão, de 41.

A operação é resultante de três denúncias apresentadas pelo GAECO/MPRJ, que descrevem os crimes cometidos pelo grupo, que possuía ligação estreita com Adriano Magalhães da Nóbrega, conhecido como ‘Capitão Adriano’, que exercia forte influência sobre o bando, o qual nutria verdadeira reverência a sua representatividade no submundo do crime.

“Capitão Adriano’ é apontado como mandante do homicídio de Marcelo Diotti da Mata, cuja execução, na noite de 14 de março de 2018, no estacionamento de uma hamburgueria na Barra da Tijuca, ficou a cargo do grupo criminoso agora denunciado. Diotti, que já havia sido preso por homicídio e exploração de máquinas de caça-níqueis, era visto como desafeto por seus executores.

A organização possui estrutura ordenada e voltada, sobretudo, para o planejamento e execução de homicídios encomendados mediante pagamento em dinheiro ou outra vantagem.

No grupo João Luiz da Silva (‘Gago’) e Anderson de Souza Oliveira (‘Mugão’), tem como incumbência o levantamento, a vigilância e o monitoramento das vítimas, sendo ainda braços armados do grupo. Ambos são ex-policiais militares.

E diante dos fatos e em decisão exarada pela Justiça, em conformidade com Autoridade Policial da DH/Capital, Drº Daniel Rosas, foi expedido mandado de prisão pela 4ª Vara Criminal da Capital, com numero restrito ao CNJ, e com pedido de mandado de Preventiva, com bases nos artigos 312 “caput” e 313, INCISO,I, ambos do CP, com validade até 10/06/2040, em desfavor dos suspeitos Anderson de Souza Oliveira e João Luiz da Silva.
Quem tiver qualquer informação a respeito da localização de foragidos da Justiça, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular do Disque Denúncia –, e também pelo https://twitter.com/PProcurados ou https://www.instagram.com/portal.dos.procurados/ . O Anonimato é garantido.

Comentários