Crivella diz que banhistas terão que agendar horário e lugar nas praias por aplicativo

85

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, voltou falar nesta segunda-feira, que a liberação das praias para banhistas, ainda sem data, deverá ser feita por meio de demarcação da areia e reserva via aplicativo de celular. Ele já havia anunciado que estudava a medida no último dia 31. Os detalhes sobre como funcionará a permanência nas praias cariocas serão divulgados ainda esta semana.

Crivella fez o anúncio durante cerimônia de apresentação da equipe médica que será enviada a Beirute, capital do Líbano, onde mais de 150 pessoas morreram e milhares ficaram feridas após uma explosão no porto. “As pessoas vão poder ocupar essas demarcações pelo horário que chegarem e também reservando no aplicativo”, afirmou o prefeito.

“Esta semana nós vamos fazer a organização das praias para que as pessoas mantenham o afastamento na areia. A ideia é que assim a gente consiga organizar melhor o que hoje não está bom”, completou.Embora proibida, tem sido comum a presença de muitos banhistas nas areias, principalmente aos finais de semana. A Guarda Municipal e a Polícia Militar, embora eventualmente apliquem multas, não têm conseguido evitar as ocupações.”O que a gente pode fazer é o apelo que sempre fazemos: não podemos aglomerar. Peço que quem está indo à praia para tomar banho que não aglomere nas areias”, pediu Crivella.

O banho de mar foi autorizado a partir de 1º de agosto, e desde então o número de pessoas na areia tem aumentado. Neste último domingo, 9, as praias do Arpoador e do Leme foram as mais lotadas da zona sul, com muita gente praticando esportes (o que está proibido aos finais de semana) e vendedores ambulantes oferecendo bebidas alcoólicas e alimentos como queijo coalho, camarão e milho, produtos que também estão proibidos.Volta de cursos e eventos corporativosNesta segunda-feira, a Prefeitura do Rio liberou o retorno facultativo para cursos e atividades curriculares, como aulas de idiomas, atividades profissionalizantes e ensino de artes.

O município também autorizou em decreto publicado no Diário Oficial a volta de eventos corporativos, como assembleias, workshops, seminários, congressos e palestras.A autorização para as atividades corporativas estava prevista para a fase 6 de retomada das atividades econômicas, mas foi antecipada.

O espaço dos eventos deve funcionar com metade da capacidade.Segundo a prefeitura, eventos de negócios possuem perfil de risco e relevância econômica comparável às demais atividades econômicas autorizadas a funcionar na Fase 5 do Plano de Retomada, tais como hotéis, hostels, albergues e similares. Por isso, diz a publicação no Diário Oficial, a proibição de realização de eventos em espaços abertos ou fechados não deve vigorar para atividades de negócios.

A Prefeitura destaca a natureza organizacional, de objetivos e público diferenciados para autorizar os eventos. “Adultos, em sua maioria com formação superior, no desempenho de suas atividades profissionais”, diz parte do texto.