Carioca fingia ser milionário em site de sugar daddies e aplicava golpes em mulheres

Compartilhar

Um homem, morador de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, passava-se por milionário para aplicar golpes em mulheres. Segundo a reportagem do “Fantástico”, Eliezer de Queiroz Moreira, de 33 aos, foi preso em casa, na semana passada, após uma denúncia feita pela própria irmã.

Ele se apresentava como Fred Ginotti num site de relacionamentos chamado Meu Patrocínio, voltado para sugar babies (mulheres jovens que querem uma relação vantajosa) e sugar daddies (homens mais velhos e bem-sucedidos). Eliezer usava imagens de viagens, carrões, jatinhos, bebidas e comidas caras, dizia ser rico, dono de um negócio em Miami. Mas tudo era mentira.

Uma das vítimas contou que “Fred” pediu que ela saísse com um sobrinho dele, que tinha depressão, e que a ofereceu mil dólares por semana: “Eu teria que encontrar o sobrinho dele toda semana para poder fingir ter um relacionamento com ele”.

Eliezer foi preso em casa
Eliezer foi preso em casa Foto: Reprodução
Eliezer extorquiu dezenas de mulheres por meio de uma rede social
Eliezer extorquiu dezenas de mulheres por meio de uma rede social Foto: Reprodução

Pouco antes dos encontros, às sextas-feiras, as mulheres recebiam comprovantes de depósitos com valores altos e a promessa de que na segunda-feira o dinheiro já estaria na conta. Mas isso não acontecia.

Segundo a investigação, os encontros eram filmados e depois as mulheres eram chantageadas. Uma das vítimas contou que chegou a sofrer uma ameaça de morte na piscina de um motel.

Em nota, o site Meu Patrocínio disse que “está recolhendo todos os dados possíveis relacionados ao investigado para colaborar integralmente com o inquérito policial”.

Comentários