Com dois anos de mandato Adriano mostra não ter experiência para governar uma cidade e muda 23 vezes seus secretários

Compartilhar

Com a saída de Clésio Guimarães da Secretaria de Fazenda de Cabo Frio para a entrada do ex-procurador geral do município Bruno Aragutti, o prefeito Adriano Moreno (DEM) promoveu a 23ª mudança apenas no primeiro escalão, desde o início do seu governo, em julho de 2018. É praticamente uma troca por mês no secretariado desde que assumiu o cargo, após a eleição suplementar.

As pastas recordistas de mudanças foram a Cultura e a Saúde, com três. A primeira começou a gestão com o músico Fernando Chagas, que logo pediu para sair por razões pessoais, dando lugar a Meri Damaceno. A memorialista deixou o cargo de modo polêmico, a contragosto de parte da classe artística, sendo substituída em julho do ano passado, pelo cineasta Milton Alencar Junior, exonerado na última segunda (17).

Na Saúde, a gestão começou com Antonio Macabu. Após controversas declarações à imprensa, o anestesista deu vez a Márcio Mureb. Ainda em 2019, Mureb foi substituído por Carlos Ernesto Dornellas, que saiu este ano e foi substituído pelo policial militar reformado e ex-deputado Iranildo Campos. 

Outras quatro pastas, além da Procuradoria-Geral, tiveram duas mudanças na gestão Adriano: Educação; Fazenda; Governo e Ordem Pública. Ao longo dos últimos dois anos, o prefeito também mexeu, pelo menos uma vez, na titularidade das secretarias de Administração e Mobilidade Urbana, além das presidências da Comsercaf e do Ibascaf. Nem mesmo a recém-criada pasta do Desenvolvimento Econômico escapou do troca-troca: Felipe Pereira ocupa o cargo, que foi de Matheus Mônica, hoje no Governo, que teve como antecessores Duca Monteiro e Miguel Alencar.

Secretaria de Saúde (três mudanças): Antonio Macabu, Marcio Mureb, Carlos Ernesto Dornellas e Iranildo Campos

Secretaria de Cultura (três mudanças): Fernando Chagas, Meri Damaceno, Milton Alencar Jr. e (substituto não anunciado)

Secretaria de Fazenda (duas mudanças): Antonio Carlos Cati Vieira; Clésio Guimarães e Bruno Aragutti

Secretaria de Educação (duas mudanças): Claudio Leitão, Márcia Almeida e Ian de Carvalho

Secretaria de Turismo (duas mudanças): Radamés Muniz, Paulo Cotias e (substituto não anunciado)

Secretaria de Governo (duas mudanças): Duca Monteiro, Miguel Alencar e Matheus Mônica 

Ordem/Segurança Pública (duas mudanças): Fabio Carvalho, Jorge Marge e Leandro Carvalho

Comsercaf (uma mudança): Luiz Claudio Gama e Dario Guagliardi 

Ibascaf (uma mudança): José Renato Almeida e Antonio Damique

Mobilidade Urbana (uma mudança): Marcelo Elizardo e Everaldo Loback

Desenvolvimento Econômico (uma mudança): Matheus Mônica e Felipe Pereira

Procuradoria (uma mudança): Caio Cesar Oliveira, Bruno Aragutti e Renata Perdigão

Secretaria de Administração (uma mudança): Eliceia da Silveira e Paulo Henrique Carvalho de Oliveira

Fonte: Folha dos Lagos

Comentários