Deputado Dr Serginho esclarece a verdade sobre quem é o Deputado Mauro Bernado do (PROS) em Cabo Frio

Compartilhar

Por: Luiz Claudio Junior

Esse final de semana foi marcado por polêmicas e acusações do deputado fluminense, Subtenente Bernardo, contra o deputado estadual pelo estado do Rio de Janeiro e candidato a prefeito de Cabo Frio-RJ, Dr. Serginho (Republicanos). Bernardo chamou Serginho de traidor e covarde. Acusou o seu colega de Alerj de ser o responsável pela sua não candidatura a chefe do executivo cabo-friense.

E ainda pediu para que o povo da cidade votasse em qualquer um, menos no Dr. Serginho. “O deputado, quando ele é do partido, ele tem que vim (sic) por esse partido, ele tem que ser expulso. Eu estava pra ser expulso, mas a minha expulsão ia mexer com interesses de pessoas, que queriam ser prefeito. Então, me seguraram pra não ser expulso.

O Dr. Serginho é um covarde, um traidor, me traiu. Ele não teve coragem de disputar comigo. Ele diz, que é democrático… ele não é democrático. Se ele fosse democrático, ele aceitava a minha candidatura e disputava comigo. Já que ele acha, que é bom, que é um bom deputado, que ele sabe tudo, que ele vai ser um bom prefeito… o que, que tem ele dá o direito do povo escolher? Nem que eu tivesse só 10 votos e ele ganhasse. Parabéns pra ele! O Serginho me tirou essa oportunidade deu poder participar.

Quem gosta de mim realmente, quem confia em mim, quem acredita em mim, faz um favor por mim: não vote no Serginho. Vote em quem vocês quiserem, mas no Serginho não. O Serginho se acha o campeão, mas não teve coragem de me encarar. Ainda tem tempo dele me encarar, porque à ata fecha dia 26. É só ele ir lá no lugar onde ele foi pra dizer pra não me apoiar, e dizer: deixa o Bernardo “vim”, que eu vou disputar com ele. Eu quero vê se você tem coragem de disputar comigo.

Se você tiver coragem de disputar comigo, eu te digo parabéns! Mesmo que eu tenha 10 votos ou 3 votos, vocês podem me dá vaia. Mas, eu quero disputar e ele não deixou. Infelizmente em Cabo Frio-RJ a eleição não é democrática”, disparou Bernardo. Serginho respondeu aos ataques do Subtenente em suas redes sociais de forma calma e educada.

Deputado Mauro Bernardo sempre esteve do lado de Dr Serginho e agora cospe no prato isso se chama ingratidão

Falou da falta de habilidade do Bernardo em lidar com os líderes do seu partido. Do nepotismo praticado pelo legislador em seu mandato e da ingratidão de Mauro Bernardo para com ele (Serginho). Já que foi graças ao Dr. Serginho, que o filho de Bernardo voltou aos quadros da Polícia Militar, após ser expulso da corporação.

“Quero deixar claro pros senhores, que a escolha de qualquer candidatura no nosso sistema, se dar por partidos. Essa escolha se dá através de convenções, e é o partido que escolhe quem será candidato. E eu não tenho nenhuma relação com a sua não escolha, Bernardo. Quem não o escolheu para ser candidato foi o seu partido.

As razões, que levaram o seu partido a não te escolher, você sabe quais são. Desde lá de trás, você já sabia que o seu partido não lhe queria como candidato. Assim como o meu partido também lá trás, não me queria como candidato. Você (Bernardo) se recorda que nós dois estávamos lutando pra buscar uma expulsão do partido.

Eu resolvi optar pelo caminho do diálogo, corri atrás e consegui a minha expulsão do PSL. Você (Mauro Bernardo) lá trás optou por ingressar na justiça contra o seu partido, ao invés de buscar o diálogo. Diálogo esse, que você nunca teve com o seu partido. Me recordo bem, que você em vários momentos recém eleito falou pra mim, que não queria saber de absolutamente nada com seu partido. Não montou a nominata do seu partido, não montou o diretório do seu partido. Inclusive usava palavrões pra dizer, que queria que o partido se exploda, que você não quer nada com isso. É um direito seu, assim como é um direito meu, buscar num momento que o partido PSL não iria me dar à candidatura, buscar um caminho pra eu poder ser candidato.

Deputado Mauro Bernardo sempre esteve ao lado de Dr Serginho apoiando seus projetos

Cada um fez a sua escolha, cada um buscou o seu caminho. Você (Bernardo) tomou escolhas erradas. Agora, qual a razão de você não ter sido escolhido pelo seu partido? Por que você não manteve suas relações partidárias? Você se recorda bem, quais fatos que aconteceram? Bernar, seu partido só tem um deputado que é você. E com isso, você é líder do seu partido. O único deputado, então você é o líder. Com a liderança do partido, você além dos cargos que tem como deputado estadual, você tem mais 5 cargos na liderança do partido, no valor total de R$40 mil reais. Liderança de partido os seus cargos normalmente… normalmente não, são feitas para atender o partido. O seu partido buscou, que você atendesse um advogado dentro dessa liderança.

Me recordo naquele momento, que você recusou a atender o partido, num direito seu. E distratou a presidente do seu partido, uma mulher. E você se vangloriava disso. Você dizia, que não ia dar nada pra ninguém, enfim… até ali é um direito seu. Você expunha isso publicamente, conversou comigo sobre isso inúmeras vezes. Agora, você inclusive esculachou a representante do seu partido, esculachou o seu partido. Enfim, rechaçou o seu partido e optou por nomear no seu gabinete e na sua liderança, 42 cargos no seu gabinete e 5 cargos da sua liderança… você optou em nomear mais de 10 familiares seus, inclusive um caso de nepotismo.

Eu tenho aqui a nomeação de cada um, os valores dessas nomeações, enfim, tenho a identificação das pessoas e o grau de parentesco, que caracteriza o nepotismo. E assim, você pra atender a si próprio e não o partido, e ainda esculachou a presidente do seu partido. Isso pode ter sido uma das causas do partido não ter te escolhido. Mas, não foi só isso.

O seu partido PROS, quando eu denunciei a corrupção do governador Wilson Witzel, fiz o meu trabalho de fiscalizador. Intensamente trabalhei durante toda pandemia, acusando o governador, apontando a roubalheira que estava instalada no Rio. Você não participou de nenhum movimento de fiscalização e tão pouco combateu o governo. Por sinal, você nem participou das sessões da Alerj, isso aí foi divulgado amplamente em toda rede.

Você (Bernardo) não participou de nenhuma sessão da Alerj e manteve os seus cargos no governo. Você têm 2 filhos nomeados no governo Wilson Witzel, uma filha nomeada na Leão XIII e um filho nomeado no INEA.

O seu partido rompeu com o governo Witzel, entregou os seus cargos e você (Bernardo) optou em não seguir o seu partido. Num movimento que pode caracterizar, inclusive, infidelidade partidária. Mas, isso é um direito seu. Pode ter sido isso também, que tenha levado o seu partido a entender que você não tem o perfil para ser o prefeito da cidade. Bernar, você me chamou de traidor. Quero dizer pra você o seguinte: traidor é quem trai, é quem rompe um compromisso. Eu nunca firmei um compromisso contigo, nunca declarei que iria te apoiar.

Ao contrário, quem declarou publicamente que iria me apoiar, foi você. Você inclusive me motivava a ser candidato a prefeito da cidade. Antes de declarar publicamente isso, porque você declarou isso publicamente na convenção, na reunião do PSL no dia 19 de agosto de 2019, diante de mais de mil pessoas. Você declarou o seu apoio a pré-candidatura do Dr. Serginho.

Eu nunca declarei nenhum apoio a você. Você falava, que estaria comigo. Você ia pras mídias sociais, para os veículos de comunicação e dizia que jamais seria candidato. E que você iria cumprir o seu mandato de deputado. Me motivava a caminhar, então eu não sou traidor. Se alguém aqui descumpriu a palavra com alguém, esse alguém foi você. Você que descumpriu a palavra comigo.

Tudo bem e nem por isso eu lhe chamei de traidor. Não foi isso, que motivou uma briga minha contigo. É direito seu. Se quisesse ser candidato, que construísse uma relação com o seu partido.

Em relação a gratidão, eu quero dizer o seguinte, Bernar: eu não sou traidor e eu me recordo muito bem, quando você sempre me dizia que tinha uma grande gratidão por mim.

Porque o seu filho foi expulso da Polícia Militar, ficou quase um ano amargando o desemprego com dificuldade e eu enquanto advogado, salvei a carreira do seu filho. Fui eu, que retornei o seu filho para os quadros da PM.

Você dizia, que tinha gratidão por mim. Mas, isso a gente não confunde com o seu compromisso de me apoiar pra prefeito da cidade”, declarou Serginho.

Restabelecendo a verdade! (João 8. 32) Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. Vamos seguir o projeto de reconstrução da cidade de Cabo Frio, em união com o povo de bem e nosso presidente da república. Cabo Frio acima de tudo, Deus acima de todos!

Gepostet von Dr. Serginho am Sonntag, 13. September 2020
Vídeo do Deputado Dr serginho na manhã de domingo (13)

Esclarecendo fatos.

Gepostet von Subtenente Bernardo am Samstag, 12. September 2020
Vídeo do Deputado Mauro Bernardo na tarde de sábado (12)
Comentários