Chefe de divisão responsável por investigação do caso Marielle Franco é exonerado do cargo

35

O novo secretário de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Alan Turnowiski, anunciou modificações nas bases de algumas delegacias. Entre as mudanças está a saída do diretor do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa, o delegado Antônio Ricardo Nunes, que além de comandar as Delegacias de Homicídios da Capital, de Niterói e da Baixada Fluminense, chefiava as investigações do caso Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes. Ambos assassinados em março de 2018. No lugar dele assume o delegado Roberto Cardoso, lotado na delegacia de Vicente de Carvalho (27DP).

As outras mudanças foram na chefia de gabinete, ao invés de dois delegados, Turnowiski exigiu que apenas um fique responsável por este cargo. Quem fica a frente da pasta é Tarcísio Andreas Jansen, função antes ocupada pela delegada Márcia Cristina Xavier Lopes e Daniel Mayr Pereira.