UPA pediátrica é fechada após funcionários serem dispensados com 4 meses de salários atrasados em São Pedro da Aldeia

79

A UPA pediátrica de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, está de portas fechadas nesta quinta-feira (17). Os funcionários que eram contratados pela Organização Social Lagos Rio, e estão há 4 meses sem receber os salários, foram dispensados.

A organização social deixou a administração da unidade e quem vai assumir a gestão, a partir desta quinta-feira, é uma nova OS contratada pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro.

A Secretaria de Estado de Saúde informou que a organização social Sociedade Beneficente Caminhos de Damasco, uma empresa de São Paulo, assumiu a gestão da UPA São Pedro de Aldeia, às 7h desta quinta-feira (17) e, diante disso, será possível regularizar o atendimento na unidade.

Funcionários de UPA pediátrica são dispensados após 4 meses de salários atrasados em São Pedro da Aldeia, no RJ — Foto: Arquivo pessoal
Funcionários de UPA pediátrica são dispensados após 4 meses de salários atrasados em São Pedro da Aldeia, no RJ — Foto: Arquivo pessoal

Uma funcionária que não quis se identificar disse ao site que os representantes da Lagos Rio estiveram na UPA pela manhã e informaram que vão voltar às 13h para dar baixa nas carteiras dos funcionários.

Em meio ao cenário de incertezas, os pais de crianças na cidade estão sem opções para levar os filhos.

São Pedro da Aldeia não tem outra unidade pediátrica. As opções para os pais são Cabo Frio e Iguaba Grande, que são as cidades mais próximas.

site entrou em contato com a Organização Social Lagos Rio para saber quando os funcionários receberão os salários e aguarda o retorno.

Sobre os pagamentos, a Secretaria de Estado de Saúde informou que “para o pagamento dos funcionários diretamente em suas contas, a SES repassou os valores relativos a junho e julho ao Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Soluções de Disputas (CEJUSC), do TRT da 1ª Região, que vai providenciar os depósitos. Os repasses para a OS Lagos Rio pelos serviços prestados desde então (junho, julho, agosto e parte de setembro) serão pagos após celebração de um Termo de Ajuste de Contas (TAC)”.

A SES afirmou que nenhum funcionário ficará sem receber.

Sobre os atendimentos às crianças, a Prefeitura de São Pedro da Aldeia informou que o pronto-socorro não possui pediatria desde que o atendimento foi referenciado para a UPA pediátrica. O município reforçou que, na rede de saúde municipal, crianças e adolescentes são atendidos na Estratégia da Família e no Paismca.

A prefeitura ressaltou que, em situações de urgência e emergência, o pronto-socorro municipal atende pacientes de todas as faixas etárias.