Paraná Pesquisas aponta Paes com 25% de intenções de voto e Crivella com 13%

57

Em uma pesquisa de intenções de voto divulgada pelo Paraná Pesquisas nesta sexta-feira, o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) aparece à frente na corrida pela Prefeitura do Rio, com 25,1%.

Em segundo lugar, aparece o atual prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos), com 13,6%, seguido pelas candidatas Martha Rocha (PDT), com 11,8%, e Benedita da Silva (PT), com 7,3%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 24 de setembro e tem margem de erro de 3,5%, para mais ou para menos.
Surpreende o alto número de pessoas que declararam que não votariam em nenhum candidato: 21,6%. Confira a lista completa:

– Eduardo Paes (DEM) – 25,1%
– Nenhum dos candidatos – 21,6%
– Marcelo Crivella (Republicanos) – 13,6%
– Martha Rocha (PDT) – 11,8%
– Benedita da Silva (PT) – 7,3%
– Não sabe – 6,4%
– Eduardo Bandeira de Mello (Rede) – 3,6%
– Clarissa Garotinho (Pros) – 2,2%
– Luiz Lima (PSL) – 1,9%
– Renata Souza (Psol) – 1,6%
– Cyro Garcia (PSTU) – 1%
– Cristiane Brasil* (PTB) – 0,9%
– Paulo Messina (MDB) – 0,9%
– Fred Luz (Novo) – 0,8%
– Glória Heloiza (PSC) – 0,7%
– Suêd Haidar (PMB) – 0,7%
– Henrique Simonard (PCO) – 0,1%

Já na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apresentados, 62,1% dos cariocas afirmou que não sabe em quem votar e 15,8% disse que não votaria em ninguém. O candidato mais votado nesta modalidade de pesquisa também foi Eduardo Paes, com 8,1%, seguido por Marcelo

Crivella, com 5,7%.
– Não sabe – 62,1%
– Ninguém – 15,8%
– Eduardo Paes (DEM) – 8,1%
– Marcelo Crivella (Republicanos) – 5,7%
– Martha Rocha (PDT) – 2,5%
– Benedita da Silva (PT) – 1,5%
– Eduardo Bandeira de Mello (Rede) – 1%
– Marcelo Freixo (PSOL)** – 1%
– Renata Souza (PSOL) – 0,7%
– Fred Luz (Novo) – 0,3%
– Luiz Lima (PSL) – 0,2%
– Outros – 1%

* Cristiane Brasil está presa desde o dia 11, pela Operação Catarata, por participar de um esquema de corrupção. O PTB tentou trocar sua candidatura para a de Fernando Bicudo – que inicialmente seria vice – mas ele perdeu o prazo previsto pela Justiça Eleitoral para regularizar sua situação.
** Freixo não é candidato à Prefeitura do Rio, mas consta na pesquisa espontânea por ter sido citado pelos entrevistados.