Novo secretário de Policia Civil do Rio que tanques em favelas e quer rolo comprenssor no caso Marielle ” bandido tem que morrer diz secretário”

Compartilhar

O delegado Allan Turnowski não esperava que, entre um abdominal e outro, receberia o convite para uma tarefa que vai exigir muito mais esforço: assumir a Secretaria de Polícia Civil.

Foi na academia onde malha na Barra que ele se aproximou do governador em exercício Cláudio Castro. Até a proposta para assumir o cargo, a conversa entre os dois era sobre futebol. Mas agora Turnowski – que foi chefe de Polícia Civil de 2009 a 2011 – faz planos para enfrentar a violência

Diz que as restrições feitas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) às operações policiais não vão impedir o trabalho dos agentes e que precisaria de tanques das Forças Armadas para levar as equipes até o alto dos morros. Segundo ele, bandidos com fuzis e barricadas em comunidades justificam a intervenção policial.

Defende ainda o uso de helicópteros – “uns três” – nas incursões.

Comentários