Polícia Civil da 132ª DP, identifica criminoso que baleou cinco banhistas em Arraial do Cabo, durante confronto entre traficantes rivais.

Compartilhar

O suspeito teve prisão decretada e é considerado foragido.

O Núcleo de Homicídios da delegacia de Arraial do Cabo (132ª DP) identificou o criminoso que baleou cinco banhistas, na tarde deste sábado, na Prainha, em Arraial do Cabo, durante um confronto entre traficantes de facções rivais. Willian Adriano Sobreira dos Santos, conhecido como Pará, é considerado foragido por tentativa de homicídio. Durante a madrugada deste domingo, a delegada de Arraial do Cabo, Patrícia Aguiar, pediu a prisão temporária do traficante, que foi decretada pela Justiça. 

Equipes da Polícia Civil e da Polícia Militar realizam uma operação conjunta, desde a noite de sábado, em diferentes cidades da Região dos Lagos, em busca do criminoso. Na manhã deste domingo, foi localizado, no bairro da Praia Grande, em Arraial do Cabo, o carro utilizado por Pará para fugir do local do crime. Em outro ponto da cidade, no Morro da Coca-Cola, foi encontrada uma arma, que pode ter sido utilizada no confronto, por um traficante rival. 

CARRO USADO POR Willian Adriano Sobreira dos Santos, conhecido como Pará na fuga

Na troca de tiros, além dos três turistas e dos dois moradores que foram atingidos por balas perdidas, um comparsa de Pará também foi baleado. O traficante Walmir de Souza Goularte Filho, vulgo Walmirzinho, de 20 anos, foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Os investigadores trabalham, agora, para identificar o traficante rival, que efetuou os disparos que mataram Walmirzinho. 

“Assim que chegou ao nosso conhecimento o ocorrido, a equipe do Núcleo de Homicídios da delegacia de Arraial do Cabo foi mobilizada e, em poucas horas, conseguimos identificar um dos criminosos que participaram da ação. Nossos policiais colheram depoimentos de testemunhas, ouviram as vítimas no hospital e localizaram câmeras de segurança. Em uma ação conjunta com a Polícia Militar, começamos as buscas pelo criminoso identificado e pelo carro usado na fuga. As provas colhidas até o momento revelam que o que ocorreu foi um confronto entre traficantes de facções criminosas rivais”, disse a delegada de Arraial do Cabo, Patrícia Aguiar. 

Quem tiver informações que levem ao foragido ou ajudem nas investigações pode enviar denúncia anônima, através do WhatsApp da delegacia, no número (22) 98113-6585. 

Comentários