Hospital de Campos nega ambulância para mulher grávida e neném nasce dentro da viatura da BPRv

63

Policiais do batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) foram acionados na manhã desta sexta-feira (2) pelo marido de uma gestante no bairro Donana, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, para ajudar a mulher, de 27 anos, que estava entrando em trabalho de parto.

Segundo a polícia, o pai informou que tentou chamar uma ambulância pelo telefone do Hospital Ferreira Machado mas não teve o pedido atendido.

Quando os policiais chegaram na casa, a criança já tinha nascido.

De acordo com a polícia, os militares prestaram os primeiros socorros à mãe e à criança e as levaram para a unidade de saúde, dentro da viatura policial.

Enfermeira cortou cordão umbilical de bebê dentro de viatura da PM em Campos, no RJ — Foto: Divulgação/PM
Enfermeira cortou cordão umbilical de bebê dentro de viatura da PM em Campos, no RJ — Foto: Divulgação/PM

Quando chegaram na unidade, profissionais de saúde receberam a criança e a mulher, cortaram o cordão umbilical e as acolheram para continuar o atendimento.

De acordo com a direção do Hospital Ferreira Machado, tanto a mãe quanto o bebê estavam com estado estável quando deram entrada na unidade. Os pacientes receberam atendimento e foram transferidos ao Hospital Plantadores de Cana.

G1 questionou a prefeitura de Campos sobre o relato de pedido de socorro negado.

O município informou que a Fundação Municipal de Saúde vai apurar o caso e esclareceu que na cidade, de modo geral, o socorro domiciliar deve ser acionado através do telefone 192.

A prefeitura disse ainda que as ambulâncias de unidades de saúde são utilizadas por pacientes internados, principalmente em casos de necessidade de transferência por agravamento de quadro de saúde.