Homem apontado pela polícia como maior ladrão de joias do Estado do Rio é preso

Compartilhar

Um homem apontado pela polícia como um dos maiores ladrões de joias do Rio foi preso, na noite desta segunda-feira, em Laranjeiras, na Zona Sul da capital. De acordo com informações dos agentes, Douglas Silva dos Santos, o Sansão, de 30 anos, se preparava para assaltar uma residência na Rua Conde de Avelar quando foi detido por equipes do 2º BPM (Botafogo), da 22ª DP (Penha) e da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP).

Três outros homens apontados como cúmplices de Sansão também foram presos: Douglas Barbosa, o DG Piloto, de 19 anos; Alef Luan da Fonseca, de 27; e Carlos Eduardo Monteiro, o Cadu, também de 27. Com eles, segundo a polícia, foram apreendidos uma pistola com 15 balas, dois carregadores alongados e duas granadas.

Sansão estava sendo monitorado há cerca de um ano, num trabalho conjunto das polícias Civil e Militar, e, por isso, o assalto que ele iria fazer em Laranjeiras foi descoberto. Ele tem passagens pela polícia por tráfico, roubo a residências e a comércios, principalmente joalherias. Um dos crimes do qual ele é acusado é um assalto no BarraShopping, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, em maio de 2017, quando foram levados relógios da marca Rolex. Na ocasião, houve intensa troca de tiros com seguranças.

Contra Sansão, havia quatro mandados de prisão em aberto: roubo majorado, associação para o tráfico, latrocínio e formação de quadrilha. O Disque-Denúncia (21 2253-1177) oferecia uma recompensa de R$ 1mil por informações que levassem à prisão do suspeito.

Assalto levou pânico a shopping

O assalto à joalheria do BarraShopping levou pânico a pessoas que estavam no estacionamento do local. Disparos atingiram um carro, que teve os vidros quebrados. Um veículo da empresa responsável pela segurança do local também foi perfurado por tiros.

Pessoas que estavam no estacionamento tiveram que se jogar embaixo dos veículos para se protegerem dos tiros. Ninguém ficou ferido.

Os seguranças foram chamados após o gerente da joalheria acionar o botão do pânico. Um dos criminosos percebeu e o agrediu com coronhadas.

Comentários