Ônibus de turismo burlam regras, estacionam em São Pedro e turistas pegam táxis para Cabo Frio

Compartilhar

Um esquema ilegal permitiu a entrada de centenas de turistas de forma irregular para o feriado de Nossa Senhora Aparecida neste sábado (10) em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. Ônibus de excursões sem autorização estacionam em São Pedro da Aldeia, cidade vizinha, e os turistas pegam táxis com placa de Cabo Frio para conseguir entrar na cidade.

O feriado de 12 de outubro atrai milhares de visitantes de Minas Gerais, onde acontece a “Semana do Saco Cheio”, uma sequência de feriados ‘emendados’ pelos mineiros.

A prática irregular começou a ser adotada depois que a Prefeitura de Cabo Frio limitou a entrada de excursões no município, que tem 2.712 casos confirmados de Covid-19 e 154 mortes pela doença, de acordo com o Governo do Estado. Entre 9 e 18 de outubro, somente 40 ônibus de turismo podem entrar em Cabo Frio, de acordo com decreto municipal para o combate à Covid-19.

Turistas descem de ônibus antes da entrada de Cabo Frio para burlar fiscalização durante feriado — Foto: Reprodução/Inter TV

Segundo o motorista de uma das excursões, a empresa não havia conseguido a documentação para entrada em Cabo Frio a tempo, e eles encontraram “uma brecha” para não cancelar a viagem e devolver o dinheiro.

Cabo Frio lotada

Apesar do tempo fechado, do temporal da sexta-feira e da previsão de mais chuva para os próximos dias, a Praia do Forte, principal ponto turístico da cidade, ficou lotada neste sábado. Um decreto publicado na quinta-feira pela Prefeitura liberou as praias para banho até o dia 18 de outubro, e, de acordo com a Prefeitura, não é obrigatório o uso de máscaras de proteção na areia.

"Semana do Saco Cheio" em MG resultou em praias lotadas em Cabo Frio em meio à pandemia da Covid-19 — Foto: Paulo Henrique Cardoso/G1

O mesmo decreto permite a atividade de ambulantes nas praias pelo mesmo período, e donos de barracas podem ofertar até 10 guarda-sóis na areia.

Da acordo com a concessionária da RJ-124, ligação entre a Região Metropolitana do estado e a Região dos Lagos, até terça-feira (13), cerca de 160 mil veículos devem passar nos dois sentidos da rodovia; o número representa o dobro do fluxo em dias ‘comuns’.

Barreiras sanitárias

Apesar das flexibilizações, a Prefeitura implementou uma fiscalização mais rigorosa nas barreiras sanitárias. No entanto, devido ao grande congestionamento causado pela entrada de turistas e trabalhadores na cidade, o município voltou atrás da decisão e retirou os bloqueios das estradas.

Fonte: G1.COM

Comentários