Policiais Civis da 132ª DP de Arraial do Cabo, prendem homem suspeito de estuprar e estrangular mulheres

Compartilhar

O criminoso, que foi preso em flagrante, fez três vítimas em dez dias

A Polícia Civil identificou um homem que violentou sexualmente três mulheres, em um período de dez dias, nesse mês de outubro, em Arraial do Cabo. Duas delas foram brutalmente estupradas e a terceira foi violentamente agredida, mas conseguiu fugir, após entrar em luta corporal com o criminoso. Além de estuprar as mulheres, o bandido também as agredia com socos, tapas e estrangulamento.

Rodrigo Nunis de Morais, de 38 anos, que vinha sendo investigado pela equipe do projeto As Guardiãs, da delegacia de Arraial do Cabo (132ª DP), foi preso em uma ação da Polícia Militar, ontem, em flagrante, em Cabo Frio, para onde fugiu após a tentativa de estupro da terceira vítima.

Ele foi preso em flagrante também por roubo e receptação. Rodrigo, que é morador do morro da Boa Vista, foi reconhecido pelas vítimas. Com ele, a polícia apreendeu um automóvel roubado, além de pertences das mulheres. No veículo, havia diversas peças de roupa feminina, entre elas, calcinha e sutiãs.

As investigações revelaram que Rodrigo rodava com um carro Celta prata por diferentes bairros de Arraial do Cabo, abordando mulheres nos pontos de ônibus, oferecendo o serviço de lotada. As vítimas eram levadas para as regiões de Monte Alto e Figueira, onde eram violentadas. O criminoso ameaçava as mulheres, dizendo que estava armado. A delegada de Arraial do Cabo, Patrícia Aguiar, destacou a importância de mulheres violentadas procurarem a delegacia.

“Esse criminoso é extremamente violento. Além de estuprar as mulheres, ele as agredia. Inclusive, uma das vítimas, uma das mulheres estupradas, encontra-se terrivelmente debilitada fisicamente. É extremamente importante que as vítimas de estupro compareçam à delegacia para que possam reconhecer esse criminoso”, disse a delegada Patrícia Aguiar.

Além de estupros, roubo e receptação, Rodrigo já tinha passagem pela polícia por extorsão e porte de drogas.

Comentários