Morre voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford da Covid-19

Compartilhar

Um brasileiro voluntário que participava dos testes da vacina desenvolvida pela Universidade Oxford, no Reino Unido morreu vítima de complicações da Covid-19.

O óbito aconteceu na quinta-feira da semana passada. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA, só foi comunicada sobre o ocorrido na segunda-feira (18).

João Pedro Batista, ex- aluno da faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro chegou a trabalhar no Hospital de Campanha da Lagoa, na Zona Sul do Rio.

Atualmente, ele era plantonista do Hospital Municipal Evandro Freira, localizado na Ilha do Governador, Zona Norte da Capital Fluminense.

De acordo com a Anvisa, o fato não afetou os testes da vacina inglesa no Brasil. Ainda segundo a agência, ainda não foi confirmado pelo laboratório se o voluntário recebeu um placebo ou uma dose do imunizante.

Segundo o laboratório AstraZeneca, responsável pelos testes da vacina de Oxford no país, no Brasil, até o presente momento, já foram vacinados aproximadamente 8.000 voluntários.

O instituto de pesquisa ressalta ainda que por se tratar de um estudo randomizado e cego, apenas 50% dos voluntários recebem o imunizante produzido por Oxford.

Em nota, a Direção da Faculdade de Medicina da UFRJ  manifestou seu profundo pesar pela morte do ex-aluno. Segundo a instituição, João Pedro se tornou foi o segundo aluno, formado pela Faculdade de Medicina durante o ano de 2019, a falecer vitima do Covid19.

Comentários