Grávida é baleada em tiroteio na Maré e perde criança

126

A jovem Maiara de Oliveira, de 20 anos, que foi baleada durante troca de tiros no Complexo da Maré, perdeu o bebê nesta quarta-feira (28). Maiara foi atingida no fim de uma operação da Polícia Civil na região, que tinha o objetivo de encontrar cerca de 100 foragidos da Justiça.

De acordo com informações da Polícia Civil, os agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), ao se retirarem do Complexo da Maré, após a operação Gota D’Água, tiveram uma pane no veículo blindado. Os agentes, últimos a deixar a operação, foram emboscados por traficantes e atacados com rajadas de tiros. Após o final do confronto, próximo aos policiais, havia uma moradora ferida pelos disparos dos criminosos. A mulher foi prontamente socorrida pelos policiais, que fizeram o primeiro atendimento, e foi conduzida para o Hospital Municipal Evandro Freire, na Ilha do Governador.

A direção do Hospital Municipal Evandro Freire respondeu por meio de nota, que o estado de saúde de Maiara é grave. O Hospital disse ainda que lamenta informar a morte do bebê, e a equipe se solidariza com os familiares neste momento.

A Subsecretaria de Estado de Vitimados vai oferecer atendimento psicológico e social para a família da jovem.