Candidato a prefeito de Búzios Alexandre Martins responde processo por suposto abuso de poder econômico

79

Movidos por uma denúncia anônima sobre um suposto abuso econômico, fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) foram até o comitê que seria pertencente ao candidato a prefeito de Búzios, Alexandre Martins. As informações foram dadas ao TRE na última sexta-feira (30) e, segundo a denúncia, o candidato estaria distribuindo dinheiro a eleitores em frente a uma loja.

Uma equipe de fiscalização foi até o endereço e encontrou, de acordo com os fiscais, pessoas usando roupas com as cores usadas pelo candidato durante a campanha do mesmo. Sem se identificarem, os fiscais entraram no local e puderam ver, segundo os mesmos, uma distribuição de dinheiro. Foi então que os agentes se identificaram e realizaram buscas.

Uma das pessoas presentes no local chegou a sentar em um envelope que continha a quantia de R$ 3.600 na tentativa de ocultar dos fiscais o valor . Foram apreendidos também no local 63 contratos de prestação de serviços remunerados por prazo determinado para fins de campanha eleitoral todos em branco, documentos relacionados a campanha eleitoral, panfletos (alguns deles com CNPJ inelegível), colete também sem o CNPJ e com o nome e o número do candidato dentre outros itens.

Os envolvidos foram encaminhados para a sede do Cartório Eleitoral da área para esclarecimentos e afirmaram que foi marcada uma reunião através de um aplicativo e por ligação e que os valores encontrados seriam para o pagamento de cabos eleitorais que prestariam serviços a campanha sendo outros voluntários. Durante uma live realizada no mesmo dia, Alexandre Martins afirmou que as acusações foram ataques de adversários, que o valor apreendido foi de R$ 2.200 e que pertencia a pessoa citada no relatório. O candidato declarou que espera que o TRE “ande com justiça”.