Prefeito eleito de Cabo Frio José Bonifácio vai adiar Concurso previsto para março

Compartilhar

O prefeito eleito de Cabo Frio, José Bonifácio, anunciou, em entrevista à Rádio Litoral FM, que vai adiar o concurso público para prefeitura que está com inscrições abertas até 13 de dezembro, e tem provas previstas para março. O concurso prevê 980 vagas, para todos os níveis, do ensino médio/técnico a superior com salários que podem chegar a R$ 5 mil Reais.

José Bonifácio disse que pretende rever o Edital e reavaliar o número de vagas que serão ofertadas no concurso. A previsão dele é que as provas sejam aplicadas no fim do próximo ano.

O prefeito revelou que o futuro governo vai priorizar o corte de gastos e o aumento da receita própria. Ele garantiu que não vai penalizar o servidor contratado e anunciou que o percentual de corte imposto a folha será repassado também aos contratos da prefeitura.

José Bonifácio confirmou que a vice, Magdala Furtado, será o primeiro nome que pretende anunciar para ocupar uma secretaria. O anúncio pode se dar ainda hoje e adiantou que deve encaminhar a Câmara, logo após assumir, Projeto de Lei com a nova estrutura administrativa, organizacional e institucional da prefeitura.

O prefeito eleito revelou que vai assumir a articulação política go governo junto a Câmara e que tem ligado para os vereadores eleitos, embora a coligação tenha apenas os vereadores Thiago Vasconcelos e Douglas Felizardo, do AVANTE e Davi Souza e Oseias de Tamoios, do PDT. José Bonifácio diz que deve ter maioria para governar e que já considera os vereadores Miguel Alencar e Alexandre da Colônia., ambos do DEM, eleitos com o Dr. Adriano, integrantes da base aliada do futuro governo.

José Bonifácio para compor a maioria vai precisar de mais um voto. A bancada eleita por Doutor Serginho é tem os seguintes vereadores: Adeir Novaes, Alexandra Codeço e Luiz Geraldo, do Republicanos; Carol Midori e Leo Mendes, do Democracia Cristã; Vanderson Bento, do PTB; Josias da Swell e Jean da

Autoescola do PL; Rodolfo de Rui do Solidariedade e Vinícius Corrêa do PP. Roberto Jesus, do MDB, eleito com Marquinho Mendes pode ser o nome que o futuro governo precisa para garantir a maioria.

José Bonifácio também não anunciou os nomes que integrarão a comissão responsável pela transição de governo. Ele disse que aguarda até a próxima sexta-feira um contato do prefeito Adriano Moreno ou de alguém do governo para iniciar o processo de transição.

Comentários