Rio registra 132 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

Compartilhar

Estado tem 2,4 mil novos casos; número total de óbitos pela doença é de 21.938

 O estado do Rio registrou 132 novos óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim diário divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde.

Outras 415 mortes estão em investigação. A pasta divulgou também 2.401 novos casos da doença.Após sete meses de pandemia, o Rio de Janeiro registra 21.938 óbitos pela doença e 336.915 casos confirmados. Na capital, são 130.635 casos e 12.923 mortes.

Apesar da incerteza sobre um possível aumento no número de casos, a secretaria de Saúde informou que ainda não decretou que irá reavaliar a flexibilização. Em nota, a pasta disse que “o monitoramento da doença é feito permanentemente em todos os municípios do estado. A qualquer momento a flexibilização pode ser reavaliada, mas ainda não há informação concreta sobre isso”.

Hospital de campanhaPreocupada com uma nova onda de covid-19, a Defensoria Pública do Rio de Janeiro recorreu para que o Município do Rio não encerre o funcionamento do hospital de campanha do Riocentro e afirmou que está monitorando de perto a fila de espera para internação no estado e no município.PUBLICIDADEEm nota, a Defensoria afirmou ainda que “foram expedidos ofícios para as unidades com leitos disponíveis para que sejam integralmente cedidos à regulação conforme determinado pela Resolução SES 2183/2020”

Rede particularAlgumas unidades da rede privada já demonstram preocupação com o aumento de casos. O Hospital Unimed-Rio informou que, em outubro deste ano – já com um viés de alta em relação aos meses anteriores -, registrou 60 internações de pacientes com covid-19, e que de 1 a 18 de novembro, foram registradas 65 internações de pacientes com a doença na unidade.PUBLICIDADEA unidade dispõe de 55 leitos destinados ao atendimento da covid-19 no momento, divididos entre intensivos e não intensivos, com previsão de aumento na próxima semana. Segundo a direção, esses setores apresentam taxa de ocupação próxima dos 90%.

Comentários