Mulheres vítimas de injúria, calúnia e difamação podem denunciar crimes pela internet

56
Canal está disponível no site da Polícia Civil. Casos de agressões físicas e sexuais ainda precisam ser registrados presencialmente, pois envolvem a realização de perícias médicas para ajudar nas investigações.

Denúncias de crimes de injúria, calúnia, difamação e violência doméstica sofridas por mulheres podem ser registradas através de um boletim de ocorrência pela internet. O canal está disponível no site da Polícia Civil.

A medida foi tomada no início do ano para facilitar as queixas durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), os boletins serão validados pela Delegacia e acompanhados pelo Departamento de Polícia da Mulher, para que sejam tomadas as devidas providências.

Os casos de agressões físicas e sexuais ainda precisam ser registrados presencialmente, pois envolvem a realização de perícias médicas para ajudar nas investigações.

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), 82,4% de agressões contra mulheres são cometidas pelos companheiros das vítimas, 78,8% dos casos acontecem dentro de casa e 44% das agressões são motivadas pelo término do relacionamento.

Em cidades em que não há uma unidade especializada, a mulher pode procurar qualquer delegacia de plantão da área onde mora ou de onde ocorreu o crime. Em situação de emergência policial, a vítima deve ligar para o 190.