Prefeito eleito José Bonifácio tem registro indeferido em Cabo Frio, mas cabe recurso

56

Depois de ser eleito com 44% dos votos dos cabofrienses, José Bonifácio (PDT) pode ter o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral.

A coligação de seu principal opositor, Doutor Serginho (Republicanos), contestou a elegibilidade do pedetista com base em contas reprovadas pelo TCE — e o recurso só chegou à pauta nesta sexta-feira (27), quase duas semanas depois do primeiro turno.

A meretíssima decidiu o seu voto a favor e deixou o placar em 7 a 0, com isso, Bonifácio está inelegível por unanimidade, de acordo com o TRE.

Cabe agora ao corpo jurídico do Zé, recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para mudar essa decisão do colegiado do Rio.

Caso a decisão seja contrária a Bonifácio, seu imbróglio vai se juntar ao dos seis eleitos que aguardam uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral para saber se tomarão posse em janeiro.

Mas o caso dele é diferente.

As decisões contrárias aos vitoriosos em Carapebus, Magé, Paraíba do Sul, Silva Jardim, Varre-Sai e Volta Redonda foram proferidas pelo TRE antes que os eleitores fossem às urnas.

Em nota a acessória de Bonifácio disse:

O prefeito eleito de Cabo Frio, José Bonifácio, tranquilizou os eleitores e garantiu que continua trabalhando na transição de governo apesar da decisão do TRE que formou maioria para impugnar a candidatura dele.

O regimento interno do TRE estabelece o prazo de dez dias, prorrogáveis por mais dez, para que o processo retorne ao plenário para a conclusão do julgamento.