Zé do Emprego | Bonifácio em plena COVID-19 cria 43 cargos de secretarias adjuntas e aumenta em mais de 200 mil o gasto com cargos comissionados em Cabo Frio

Compartilhar

O prefeito de Cabo Frio-RJ, José Bonifácio do PDT, publicou na data de hoje, o decreto n° 6.433, de 1° de janeiro de 2021, onde ele faz uma estrutura administrativa no município. No entanto, o artigo 23 da Lei Orgânica da cidade, diz que esse tipo de decreto precisa passar por votação dos vereadores na Câmara Municipal.

Zé teria que fazer um projeto de lei, que precisaria ser aprovado pelos legisladores cabo-frienses. Como foi feito no governo anterior, por força da Lei Orgânica. A gestão passada, inclusive, foi notificada pelo Ministério Público (MP) e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), de que deveria fazer a reforma via Câmara, diferente do que fez Marquinho Mendes e Alair Correa em governos passados.

O valor total da folha de comissionados de Zezinho está autorizado a bater no teto de R$ 3.768.549,14 ( três milhões, setecentos e sessenta e oito mil, quinhentos e quarenta e nove reais e quatorze centavos). A reforma do ex-prefeito Dr. Adriano Moreno era de R$ 3.746.235,03 (três milhões setecentos e quarenta e seis mil, duzentos e trinta e cinco reais e três centavos). Uma diferença de R$ 22.314,11 (vinte e dois mil, trezentos e quatorze reais e onze centavos) por mês. Por ano, calculando em 13 meses, por conta do 13°, fica em torno de R$ 290.083,43 (duzentos e noventa mil, oitenta e três reais e quarenta e três centavos).

Bonifácio ainda aumentou em 43, o número de secretarias adjuntas, totalizando o número em 50, que carregam o salário de R$ 7.650,00 (sete mil, seiscentos e cinquenta reais). Enquanto muitos servidores municipais estão com o salário atrasado, parece que Bonifácio quer privilegiar 50 pessoas em detrimento dos outros funcionários.

Veja o decreto de José Bonifácio na íntegra:

Veja a lei aprovada no governo Adriano na íntegra:

Fonte: Correio Factual

Comentários