Polícia Civil do Rio identifica um dos ladrões que fingiu ser ambulante na Avenida Brasil e praticou diversos assaltos

0

A Polícia Civil já identificou um dos criminosos que praticou assaltos na Avenida Brasil passando-se por um vendedor ambulante. A identidade dele não foi revelada, mas a corporação informou que agentes da 21ª DP (Bonsucesso) continuam as investigações em busca de outro homem que também praticou o crime no local. As vítimas foram ouvidas na unidade.

O caso teve bastante repercussão após um vídeo que mostra a ação dos bandidos ser compartilhado nas redes sociais. O flagra mostrou que um dos criminosos tentou abordar um veículo que rapidamente se afastou, mas depois ele conseguiu levar pertences de outra motorista. O homem portava um objeto que parece ser uma arma de fogo.

As imagens geraram revolta entre internautas. Alguns temem prejuízo para a quem trabalha vendendo alimentos na rua, outros relataram já terem sido vítimas de tal prática de roubo.

“Manchando o trampo de quem precisa”, comentou um internauta do Twitter sobre o vídeo.

“Era só o que me faltava. Os ricos já tem medo de abrir pro ambulantes, Aí esses me inventam isso”, afirmou outro.

“Aconteceu comigo também no mês passado. Infelizmente ele se aproveitou de eu estar com minha filha no carro, quase entrou no carro pra pegar o celular que estava em baixo da minha perna”, contou outra pessoa.

Procurada, a Polícia Militar informou que o Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) não foi acionado para a ocorrência, mas afirmou que “ao tomar conhecimento do vídeo, o comando do batalhão determinou que fossem feitas buscas na região”.

“A Polícia Militar ressalta que é de suma importância que a população colabore realizando denúncias através da Central 190 quando se depararem com situações suspeitas, ou casos concretos em que esteja ocorrendo ações de criminosos. O BPVE vem realizando ações preventivas diuturnamente nas Vias Expressas e vem apresentando como resultado a redução progressiva dos indicadores de criminalidade nas vias desde agosto de 2019”, diz a nota.

Comentários