URGENTE | Polícia prende casal suspeito de matar e esquarteja jovem que estava desaparecida em Magé

182

A Polícia Civil prendeu, na noite de quinta-feira, um casal que pode ser o responsável pelo homicídio e ocultação de cadáver da jovem Jenifer Amaral, de 18 anos, em Magé, na Baixada Fluminense. O suspeito é o ex-namorado da vítima, Jorge Rios da Motta Neto, de 21 anos, e a atual namorada Maiara Silva Pacheco, 20. Em depoimento, o homem chega a dizer que não se arrepende de ter cometido o crime e que faria de novo.

De acordo com as investigações do Setor de Descoberta de Paradeiros, da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Jorge assassinou Jenifer por achar que a ex-namorada atrapalhava a sua vida amorosa e que sua morte lhe traria mais tranquilidade.

Embora o suspeito afirme que Maiara não sabia do crime, os policiais apontam contradições e mentiras em outros depoimentos que geram dúvidas quanto a isso.

Contra o casal foi cumprido um mandado de prisão temporária por homicídio qualificado por feminicídio, e ocultação de cadáver.

Embora o suspeito afirme que Maiara não sabia do crime, os policiais apontam contradições e mentiras em outros depoimentos que geram dúvidas quanto a isso.

Contra o casal foi cumprido um mandado de prisão temporária por homicídio qualificado por feminicídio, e ocultação de cadáver.

Jorge também disse anteriormente aos investigadores que não mantinha mais contato com a ex-namorada desde outubro, pois Maiara teria pego conversas entre os dois e não gostou.

No entanto, os agentes encontraram mensagens trocadas entre vítima e suspeito dias antes do desaparecimento e no dia do crime. Segundo a polícia, Jorge marcou um encontro com Jeniffer e foi por este motivo que ela solicitou um carro por aplicativo.