Em um mês, Saúde de Cabo Frio contrata mais médicos e implanta 23 equipes de Saúde da Família

115

A nova gestão da Secretaria Municipal de Saúde de Cabo Frio completa trinta a dias à frente da pasta com a contratação de 20 médicos e a implantação de 23 equipes de Saúde da Família, que começaram a atuar no dia 04 de janeiro, primeiro dia útil do atual governo. A regularização de salários deixados em atraso pelo governo anterior e a reestruturação da Atenção Básica são algumas das prioridades para o secretário Felipe Fernandes e o governo municipal.

“Credibilidade não se conquista do dia para noite. Se constrói com tempo e trabalho sério. Estamos há 30 dias no cargo, com muitos desafios. A saúde nos foi entregue sucateada, defasada. Mas desde o primeiro dia atuamos, junto com o prefeito e demais profissionais da secretaria, para oferecer à população um serviço de qualidade, como a contratação de mais médicos”, afirmou o secretário.

Segundo ele, um dos problemas mais graves herdado pelo atual governo municipal se refere ao salário do funcionalismo, que está com dois meses de atraso. A falta de pagamento gerou grande déficit de profissionais na rede de saúde do município, principalmente médicos, mas a secretaria vem sanando esta questão com a contratação destes profissionais.

Felipe afirmou ainda que nesse período a Prefeitura conseguiu efetuar o pagamento do salário de janeiro juntamente com todos os encargos previdenciários, o que não era realizado pelo governo anterior. Além disso, já está sendo negociado o parcelamento de dois anos de dívidas de diversos prédios da Secretaria de Saúde com as concessionárias de energia elétrica e de água e esgoto.

Em relação ao Hospital do Jardim Esperança, a equipe vem trabalhando para reabrir a emergência da unidade. A estimativa é de que em aproximadamente 30 dias o local volte a funcionar. Atualmente o hospital é a unidade de referência para leitos de Covid-19 no município. Além disso, também foi criado um espaço de tratamento de pós-Covid no Centro Municipal de Reabilitação do Novo Portinho.

REESTRUTURAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA E AMPLIAÇÃO DAS EQUIPES DE ESF

Em relação à Atenção Básica, a reestruturação acontece em várias áreas como no complemento e ampliação das equipes de Saúde da Família; na montagem do processo licitatório para a aquisição de cadeiras odontológicas para os ESF’s que possuem este serviço; na adequação do atendimento médico das unidades, que em geral atendiam dois dias por semana em meio período e atualmente atendem quatro vezes por semana, oito horas por dia.

Somente para os ESF’s, a Secretaria de Saúde contratou oito médicos. Atualmente, a Estratégia em Saúde da Família possui 36 equipes em 27 unidades físicas. O objetivo do governo municipal é ampliar para 40 equipes. A pasta também trabalha na adequação dos ESF’s para atendimento de pessoas sintomáticas respiratórias leves, conforme o protocolo do Ministério da Saúde de abril de 2020.

“Apesar da saúde nos ter sido entregue com verba em baixa, com falta de médicos e com demais problemas herdados, trabalhamos desde o dia 1º de janeiro para corrigir estas questões e oferecer à população um serviço à altura do que ela merece e precisa ter por direito”, finalizou Felipe.