Segue o líder! Flamengo vence o Inter e fica a um passo do título

Com o 2 a 1 de virada, Rubro-Negro ultrapassa o Colorado e depende apenas de si para ser octa

0

O Flamengo está a uma vitória de se tornar octacampeão brasileiro. Depois de 90 minutos intensos, agitados e de emoções variadas no Maracanã, o Rubro-Negro assumiu a liderança do Brasileirão neste domingo pela primeira vez e em um momento chave da competição.

Com gol de Gabigol, o Fla venceu de virada a “decisão antecipada” contra o Internacional por 2 a 1, pela 37ª rodada, e passou a depender somente de si para ficar com o título na próxima quinta-feira.

Depois de o Colorado abrir o placar de pênalti com Edenilson no primeiro tempo, o time carioca empatou com Arrascaeta ainda nos 45 minutos iniciais. No segundo tempo, Rodinei foi expulso aos três minutos e abriu espaço para a construção da vitória do ex-clube, decretada no chute de Gabriel. Há 41 anos, 1 meses, e 26 dias na fila de espera para voltar a conquistar o Brasil, o Colorado caiu para segundo e passou a depender também de um tropeço do Flamengo contra o São Paulo para soltar o grito entalado de campeão.

Com a vitória, o Flamengo chega aos 71 pontos e assume a liderança do Brasileirão com uma rodada para o fim. Com 69, o Internacional cai para o segundo lugar. Os dois times voltam a campo na próxima quinta-feira, às 21h30. O Fla vai até o Morumbi enfrentar o São Paulo, enquanto o Colorado recebe o Corinthians no Beira-Rio.

O jogo começou agitado e tenso no Maracanã. A primeira investida ao gol foi do Flamengo, com Bruno Henrique fazendo jogada individual pela esquerda e chutando colocado para a defesa de Marcelo Lomba. No lance seguinte, aos 8 minutos, Gustavo Henrique puxou Yuri Alberto na área e a arbitragem marcou o pênalti para o Inter. Edinilson cobrou bem e abriu o placar para o Colorado.

Até que o Flamengo enfim achou espaço quando acelerou. Filipe Luís lançou Bruno Henrique, que passou por Rodinei e cruzou para Arrascaeta empatar, aos 28. O jogo mudou e o Rubro-Negro passou a tomar conta das ações. Entretanto, sem criatividade, pouco assustou, ao contrário do Internacional, que mandou uma bola na trave com Rodinei, aos 42, após desvio de Gustavo Henrique.

Comentários