MP-RJ denuncia e pede prisão preventiva da técnica de enfermagem que simulou aplicar vacina da Covid-19

75

RIO – A técnica de enfermagem Rozemary Gomes Pita foi denunciada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), com pedido de prisão preventiva, na última sexta-feira, dia 19. A profissional simulou que aplicava a vacina contra a Covid-19 no idoso Helcio França dos Santos, de 90 anos, no dia 12 de fevereiro, em um drive-thru do campus da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

Vídeos compartilhados pela família nas redes sociais comprovam que a técnica não pressionou o êmbolo da seringa, tendo deixado de aplicar a primeira dose do imunizante no homem. A mulher já era investigada pela Polícia Civil por aplicar “vacina de vento”. Ela foi a primeira profissional do Brasil indiciada pela polícia após uma ocorrência deste tipo.

No entendimento do MP, tratando-se de uma profissional de saúde, a liberdade dela pode trazer riscos para a ordem pública. A Justiça de Niterói considera que os crimes cometidos por Rozemary são dolosos, ou seja, intencionais. Após a conclusão do inquérito, a Secretaria Municipal de Saúde de Niterói decidiu cortar a técnica de enfermagem do quadro de profissionais.