Traficante que matou PM no Rio é preso por policias da BPRv quando seguia para Cabo Frio em carro de aplicativo

170

MARICÁ – Na noite de quarta-feira (24) agentes do Batalhão de Polícia Rodoviária – BPRv – em operação na RJ 106, no município de Maricá, abordaram um veículo de aplicativo e constataram que o passageiro era o Wellington Borghesi de Oliveira, apontado pelas investigações como um dos autores da tentativa de homicídio ao Cabo PM Rodrigo Medina Coelho, em 2019. Wellington seguia para Região dos Lagos, com destino a Cabo Frio, onde ia se esconder por algum tempo em uma comunidade da cidade.

Em fevereiro daquele ano, o policial, de folga, assistia um baile pré-carnavalesco em Copacabana (RJ) quando foi reconhecido por um dos criminosos e covardemente agredido com pancadas na cabeça pelos seus comparsas. Outra pessoa também foi vítima desse mesmo crime de tentativa de homicídio.

No dia de ontem (23), o Portal dos Procurados divulgou um cartaz para que se chegasse ao paradeiro dos dois criminosos responsáveis pela cruel ação.

O preso confessou aos policiais do BPRv que se escondia no distrito de Figueira, na Região dos Lagos, e que estaria se deslocando para outro lugar ainda mais oculto, depois da divulgação mais robusta objetivando sua prisão.

Diante disso, os agentes do BPRv deram voz de prisão ao Wellington Borghesi de Oliveira e realizaram o registro na 124 DP – Saquarema, dando cumprimento ao mandado de prisão pelo crime de homicídio na modalidade tentada.