Enquanto filha de Beira Mar toma posse na Câmara, vereador assassinado é enterrado em Duque de Caxias

518

A dentista Fernanda da Costa, de 35 anos, tomou posse como vereadora de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Ela é filha de Luiz Fernando da Costa, o traficante Fernandinho Beira-Mar, e responde a um processo na Justiça Federal de Rondônia no qual é acusada de integrar a quadrilha comandada pelo pai. Aqui no Estado do Rio, Caxias é justamente o principal reduto de Beira-Mar.

O inquérito revelou como Beira-Mar continuava a comandar seus negócios ilegais mesmo preso num presídio em Porto Velho, capital de Rondônia — atualmente, ele já foi transferido de lá. A investigação demonstrou que o criminoso, mesmo atrás das grades, expandiu sua atuação justamente em Caxias, passando a controlar máquinas caça-níqueis, comercialização de botijões de gás, cesta básica, mototáxi, venda de cigarros e até o abastecimento de água.

De suplente a vereadora

Fernanda (MDB), que foi eleita como suplente, assume a vaga com a nomeação do vereador Danilo do Mercado (MDB), que foi executado junto de seu filho em uma emboscada na tarde de quarta – feira (10) em Duque de Caxias.

Fernanda responde a um processo na Justiça Federal de Rondônia no qual é acusada de integrar a quadrilha comandada pelo pai. Segundo investigação da Polícia Federal, a dentista exercia “um papel político e social” no grupo criminoso em razão dos serviços que presta em comunidades de Duque de Caxias.

A investigação também apontou que Fernanda era pessoa de confiança de seu pai, a quem visitava na cadeia. O inquérito revelou como Beira-Mar continuava a comandar seus negócios ilegais, mesmo preso em uma unidade federal de segurança máxima em Porto Velho, Rondônia. A investigação demonstrou ainda que o criminoso expandiu sua atuação, passando a controlar máquinas caça-níqueis, comercialização de botijões de gás, cesta básica, mototáxi venda de cigarros e até o abastecimento de água.

Vereador e o filho são assassinados a tiros em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense
Vereador e o filho são assassinados a tiros em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense Foto: Reprodução

O crime

O vereador Danilo Francisco da Silva, o Danilo do Mercado, e o filho foram assassinados na tarde desta quarta-feira. Danilo, de 53 anos, e Gabriel Francisco Gomes da Silva, de 25, foram emboscados por bandidos de carro na Alameda Américo Campos, no bairro Jardim Primavera, em Caxias. Os criminosos abriram fogo e fugiram em seguida. Pai e filho morreram na hora.

Danilo e o filho tinham almoçado no restaurante Estrela da Primavera e se dirigiam ao carro do vereador, quando foram atingidos pelos tiros. O filho do político ainda tentou correr, mas caiu morto alguns metros adiante. Os criminosos fugiram em um carro não identificado. A polícia esteve no local e recolheu imagens das câmeras da fachada do restaurante para tentar identificar os assassinos.

Apesar das caracteristicas de crime execução, a polícia ainda não descarta nenhuma possibilidade, embora não haja sinais de latrocínio, uma vez que nada foi levado das vítimas. Moradores que presenciaram o crime disseram que havia uma bolsa cheia de dinheiro dentro do carro do vereador.