Bocão do Povo – Veja os destaques da Política da Região dos Lagos desta Quinta – Feira (18)

Zé fechadinha; Empresários pede mais 1 hora; Zé peita empresários e não volta atrás; Impasses com ameaças; Zé vacinado; Jânio pede Lockdown; Gabinete na Rasa; Briga na Alerj; Parcerias do Serginho

469

Zé fechadinha

O prefeito de Cabo Frio-RJ, José Bonifácio (PDT), em meio a manifestação dos empresários, donos de bares e restaurantes, prometeu fechar a cidade se os casos de covid-19 não diminuírem no município. A revolta dos comerciantes era muito grande contra o chefe do executivo municipal cabo-friense, pois eles pedem somente mais 1h no decreto, ao invés de fecharem , às 22h, eles pedem o fechamento para, às 23h, de segunda a sexta e à 00h nos finais de semana.

1 hora com Zé

Os empresários de Cabo Frio-RJ pediram mais 01h no decreto do prefeito José Bonifácio (PDT). Os comerciantes do município alegam, que a população tem o hábito de sair de casa, às 21h, e que essa determinação de Bonifácio de fechar os bares e restaurantes, às 22h, mexe muito com o faturamento e gerará desemprego. Zé alegou, que o povo terá que mudar os seus hábitos. E que todos terão, que se adaptar a essa nova realidade da cidade.

Zé peita empresários e não volta atrás

Comerciantes, proprietários de bares e restaurantes da cidade ameaçaram, em protesto realizado na Praça Tiradentes, em frente a prefeitura, no centro de Cabo Frio, na tarde desta quinta-feira (18) descumprir a medida do novo decreto do governo, contra a propagação da COVID que limita, às 22h, o horário de funcionamento de restaurantes, bares e similares na cidade. O prefeito foi recebido com vaias e aos gritos de “queremos trabalhar” ao chegar a prefeitura. Ele cruzou a praça no meio dos manifestantes, dispensou a escolta da guarda e ameaçou fechar a cidade antes do feriadão da Semana Santa, caso as novas medidas não desacelerem a contaminação na cidade. Os comerciantes querem que o governo altere o decreto e estenda o horário de funcionamento para às 23 horas durante a semana e até a meia noite nos fins de semana e acusam o governo de usar a crise sanitária para promover ordenamento da cidade. Ele dizem que não tem mais saúde financeira para um lockdown.

Aquiles sem coragem

O secretário de governo do prefeito José Bonifácio (PDT) de Cabo Frio-RJ, Aquiles Barreto (PT), viu a confusão dos manifestantes contra Bonifácio e correu de volta pra Prefeitura. Aquiles não teve coragem de defender Zé mediante tanta revolta dos comerciantes. Barreto meteu a cara pra fora, olhou os gritos dos empresários chamando Bonifácio de covarde, passou a mão no cabelo e voltou correndo pro seu gabinete, de onde só saiu quando tudo terminou.

Impasses com ameaças

O impasse entre o prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, e os comerciantes do setor gastronômico começou ainda na assinatura do decreto que limitou às 22 horas o horário de funcionamento de restaurantes, bares e similares. Bonifácio, na ocasião, radicalizou e ameaçou lacrar estabelecimentos que insistirem em descumprir as medidas do decreto com pedras a exemplo do que fez o prefeito de Macaé, Welberth Rezende, em uma das entradas da cidade, que servia como rota para burlar a fiscalização das barreiras sanitárias de acesso ao município. O prefeito acusou restaurantes de promoverem baladas com pista de dança, apesar do agravamento da crise e do lotação dos leitos de UTI destinados a pacientes vítimas da COVID-19. Ele lembrou que um dispositivo do decreto prevê a interdição do estabelecimento. — No fim de semana interditamos um estabelecimento e no domingo ele reabriu. A situação do município é grave. Vamos interditar mesmo. Não é cassar o alvará burocraticamente, não.

Zé vacinado

O prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio Ferreira Novellino, de 75 anos, recebeu na tarde desta quinta-feira (18) a vacina contra a Covid-19. Ele tomou a primeira dose da vacina na Escola Municipal Robinson Azevedo, no bairro Parque Burle. A segunda dose será aplicada no dia 8 de abril. “Hoje eu recebi a primeira dose da vacina contra o coronavírus. A vacinação no município avança, além disso, estamos disponibilizando recursos para comprar 100 mil doses da vacina. O meu desejo é que possamos adquirir as vacinas para imunizar toda a população cabo-friense o mais rápido possível, para que a gente possa ficar livre dessa doença. É importante que todos sejam imunizados. Que Deus nos livre dessa doença. Vacine-se”, disse o prefeito.

Jânio pede Lockdown

O diretor financeiro da Assembleia Legislativa do Estado do Rio, o ex-deputado Jânio Mendes, que recebe um salário de R$ 15 mil mensal, defendeu, em publicação numa rede social, o lockdown e o fechamento da cidade por conta da pandemia da COVID-19. O ex deputado publicou uma frase contra o negacionismo – “Francamente, não acredito que pessoas esclarecidas, sigam negando a pandemia” – seguida da #fechatudo. O ex-deputado é um dos principais conselheiros do prefeito José Bonifácio e um dos principais caciques do PDT na região. Ele chegou a ser cotado para uma secretaria no governo mas, de acordo com fontes do RLagos que pediram anonimato, preferiu não trocar o salário de R$ 15 mil na Assembleia por vencimentos de pouco mais de R$ 6 mil em Cabo Frio. Jânio conseguiu, entretanto, nomear a filha, Daniela Mendes, para a Secretaria de Fazenda.A hashtag “fecha tudo” reúne publicações de pessoas que defendem e que criticam o lockdown como solução para frear os índices de contaminação pelo novo coronavírus.

Gabinete na Rasa

O Prefeito, Alexandre Martins, reservou o dia de hoje (18) para atender a população no gabinete da subprefeitura, no bairro da Rasa.Desde o início do mandato, o chefe do Executivo tem frisado a importância de um governo participativo e transparente.“Administração municipal é aquela que deixa as portas do gabinete abertas para receber a população e ouvir seus pleitos. Quero os cidadãos ativos e participativos, buscando melhorias para nosso município. Podem contar comigo”, comentou.

Vantoil do Sebrae

O Prefeito Vantoil Martins participou, do encontro com prefeitos realizado pelo SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). O encontro teve como pauta a parceria da entidade privada com as cidades da Região dos Lagos, para tratar sobre o apoio as microempresas e microempreendedores, como a implantação da Sala do Empreendedor.
Com isso, o local vai trazer mais facilidade para formalização de microempreendedores individuais (MEI), regularização e baixa de processos.

Briga na Alerj

O plenário da Assembleia Legislativa teve seu momento de ringue verbal por mais de uma hora nesta quinta-feira (18), quando foi à pauta um projeto que proíbe a interrupção de aulas presenciais durante a pandemia. Rapidamente, a proposta de Brazão (PL) foi retirada para diligências na Secretaria de Educação, mas os deputados aproveitaram para calçar as luvas contra e a favor de medidas de distanciamento social. Com direito a xingamentos e dedos apontados para quem usa máscara ou foi às ruas pedir votos no ano passado, houve também acusações de “fazer política” com a doença, que esgotou as UTIs em 13 cidades do estado. Ao que Eliomar Coelho (PSOL) respondeu: “Nós estamos numa casa política e temos que fazer política”. Ontem, o Brasil registrou média de 2 mil mortes diárias pela pandemia pela primeira vez, ultrapassando os 285 mil óbitos. Na capital do Rio, a fila por um leito de UTI já se aproxima de 300.

Luto no Senado

Morreu nesta quinta-feira o senador Major Olimpio (PSL-SP), o terceiro senador vítima fatal da doença. Antes dele, Arolde de Olveira (PSD-RJ) e José Maranhão (MDB-PB) haviam falecido em decorrência de coronavirus. Olimpio foi internado no último dia 2 e intubado quatro dias depois. Além dele, quatro assessores de seu gabinete foram diagnosticados com a doença. Por conta da morte, o presidente Jair Bolsonaro cancelou a ida ao Congresso que estava prevista para hoje. “Com muita dor no coração, comunicamos a morte cerebral do grande pai, irmão e amigo, senador Major Olimpio. Por lei a família terá que aguardar 12 horas para confirmação do óbito e está verificando quais órgãos serão doados. Obrigado por tudo que fez por nós, pelo nosso Brasil”, escreveu uma pessoa próxima a Olimpio na conta oficial do senador.

Parcerias do Serginho

O deputado licenciado e agora secretário de estado da pasta de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro, Dr. Serginho (Republicanos), fez uma parceria com um dos melhores cursos de gastronomia do mundo, cujo o valor do curso chega na casa dos R$50 mil reais. Atualmente 25 alunos da Faetec ganharam essa oportunidade de aprender de graça tudo sobre o mundo gastronômico no Le Cordon Bleu. O secretário revelou essa novidade através das suas redes sociais. “Já imaginou um jovem de família com renda de até 4 salários ter condições de cursar o melhor curso gastronômico do mundo, ao custo de 50 mil reais? Pois bem, diante de muito trabalho e em parceria com a escola Le Cordon Bleu, conseguimos esse grande avanço sem qualquer custo para o estado.