Bocão do Povo – Veja os destaques da Política da Região dos Lagos desta Sexta – Feira (19)

Felipão do lockdown; Zé da Obra; Miguel do Capão; ICMS de Arraial; Maricá sai na frente; Macaé pede Sputinik V; e muito mais acesse nossa coluna política

469

Felipão do lockdown

Felipe Fernandes disse que o governo já está pronto para o próximo passo que é ampliar ainda mais as medidas de prevenção em relação ao decreto que suspendeu passeios náuticos, reduziu a taxa de ocupação de hotéis e pousadas, limitou o horário de funcionamento de restaurantes e bares às 22 horas e proibiu a instalação de mesas, cadeiras e guarda-sóis nas praias da cidade. A gente fez esse decreto pensando nos comerciantes. Vamos tentar restringir sem parar, mas não podemos ficar alheios a maior crise que o país já viveu. Esse é o momento de tomar atitudes firmes, disse o secretário, revelando que a maioria das cidades da região tomará decisões firmes a partir desta semana. O secretário defendeu o lockdown como solução para frear a aceleração da doença ao afirmar que a medida tem comprovação científica diante do alto índice de transmissibilidade da COVID-19.

Zé da Obra

Enquanto Cabo Frio vive um colapso mortal da covid -19, o prefeito de Cabo Frio, anda pela orla da Praia do Forte, de da cidade para fiscalizar a nova ciclovia que está sendo construída na cidade. O prefeito fechou toda a orla proibindo o carro passar. Enquanto isso a saúde está precária, milhões estão sendo gastos na ciclo do zé, enquanto na saúde nada é resolvido

Zé fecha na semana santa

O prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, admitiu fechar a cidade para o feriadão da Semana Santa caso as medidas de restrição do novo decreto contra a propagação da COVID não desacelerem a contaminação da doença. A declaração foi feita durante a assinatura, ontem, de um termo de cooperação com o prefeito de Maricá, Fabiano Horta, para a disponibilização de três leitos de UTI e leitos de enfermaria para o tratamento de pacientes cabo-frienses com Covid-19. Os leitos serão no Hospital Ernesto Che Guevara. Maricá tem índice de ocupação de leitos de 40,8% Cabo Frio, com 100% de ocupação dos leitos de UTI, vive um momento delicado da pandemia. NÚMEROS O Estado do Rio registrou, ontem, 4.093 novos casos de COVID-19 e soma, agora, 612.980 infectados. A doença matou mais 141 pessoas, aumentando para 34.586 o número de vidas perdidas.

Miguel do Capão

O Secretário de Obras, Saneamento e Drenagem e vice- prefeito Miguel Pereira, junto com Secretário do Meio Ambiente, Pesca e Urbanismo Evanildo Nascimento, estiveram reunidos nesta quinta-feira (18), na Sede da Prolagos em São Pedro da Aldeia, para esclarecer os investimentos, tidos como prioritários do atual governo, junto a Prolagos.O governo municipal decidiu que os investimentos como prioritários, para rede de captação separativa, serão feitos no bairro Capão, abrangendo toda a bacia hidrográfica do bairro, com isso a rede de drenagem ficará livre da captação de esgotos.Segundo o secretário Miguel Pereira, foi realizada uma reunião no dia anterior (17), no gabinete do prefeito Alexandre Martins com representantes do Consorcio Intermunicipal Lagos São João e Prolagos, para saber quais investimentos eram prioritários para o atual governo.

ICMS de Arraial

Após 12 meses sem repasses do ICMS, que vinha sendo bloqueado, neste mês Arraial do Cabo voltou a receber recursos provenientes da arrecadação do imposto. O município estava inadimplente com o Estado por falta de pagamento de precatórios na gestão anterior. Para que o Município retornasse a situação de adimplência, o prefeito Marcelo Magno negociou o pagamento da dívida com o Departamento de Precatórios do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ). Com a situação regularizada, o ICMS passou a entrar nos cofres da Prefeitura integralmente. Além disso, desde fevereiro, Arraial do Cabo voltou a receber parte dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O dinheiro estava retido por falta de pagamento junto a Previdência Social de dívida milionária e de parcelamentos anteriores, heranças da administração passada.

Maricá sai na frente

A Prefeitura de Maricá assinou nesta sexta-feira (19/03) um contrato que garante a aquisição de 500 mil doses da vacina Sputnik V, de fabricação russa, contra Covid-19. O anúncio foi feito pelo prefeito Fabiano Horta em suas redes sociais. “Com imenso sentimento de esperança, anúncio que hoje (19) assinamos contrato com o Fundo Soberano Russo para aquisição de 500 mil doses de vacinas contra a Covid-19. Foi mais um importante passo na luta para vencer a pandemia. Com fé, coragem e trabalho vamos ganhar essa batalha”, escreveu o prefeito. Com o compromisso firmado nesta sexta entre a Prefeitura e o governo russo, Maricá se torna a primeira cidade do Brasil a comprar imunizantes contra o coronavírus por conta própria, após a sanção do projeto de lei 534/2021 pela Presidência da República.

Macaé pede Sputinik V

O prefeito de Macaé teve uma reunião virtual, na noite de sexta – feira (19), junto com o prefeito de Maricá, Fabiano Horta e vários outros gestores municipais para agilizar as tratativas com o Fundo Soberano da Rússia para a compra da Vacina Sputinik V. Maricá já está em processo de compra porque o prefeito Fabiano Horta, em 2020, se articulou junto com o Consórcio do Nordeste para abrir a também a opção de compra da vacina da Rússia. Como Macaé, na gestão anterior, firmou acordo de compra apenas com o Butantã, gerido pelo governador paulistano João Doria, não tivemos acesso a essa vacina. Porém vamos conversar com a Russia para, assim como Maricá, conseguir essa vacina. Aliás, estamos atrás de todas as vacinas possíveis: fizemos contato com a Russia, Índia, China e até mesmo com o Butantã. Queremos e vamos vacinar nossa população o quanto antes. Essa é a nossa meta, disse Welberth Rezende.

Araruama novo decreto

A Prefeitura de Araruama publicou nesta quinta-feira ,18, o decreto número 34, com medidas mais restritivas para o enfrentamento à Covid-19 no município. O decreto trata da flexibilização parcial de atividades econômicas, restringe e impede outras; entre as proibições estão o funcionamento de cinemas e teatro.  O decreto entra em vigor a partir do dia 20 de março de 2021. Para tomar conhecimento do decreto 34 na íntegra, acesse o link.

Lívia não estrutura para os coveiros

Coveiros do cemitério de Morro Grande, em Araruama, estão trabalhando sem equipamentos de proteção individual. Os trabalhadores estão expostos os riscos de contágio por Covid-19. A denúncia é do sindicato dos Servidores do município que constatou que os coveiros trabalham sem luvas, traje para sepultamentos e exumações adequados. os servidores também não têm álcool em gel, detergente e desinfetante. O presidente do Sindicato, Luís Marcel Loureiro, acusa a prefeita Lívia de Chiquinho de desrespeitar as normas sanitárias do combate ao COVID-19 e colocar em risco não só os coveiros, mas a própria população.

Serginho! lockdown não!

O secretário de Ciências e Tecnologia e Inovação Dr Serginho, escreveu em suas redes sociais na tarde de sexta – feira que é contra o lockdown, o mesmo iniciou o seu texto dizendo que é favorável a vacinação, na confiança da ciência e em Deus para superarmos a crise sanitária. Vivemos uma pandemia sem precedentes para nossa geração. O que esperamos de nossos políticos? Que adotem as medidas mais justas possíveis para auxiliar o povo a enfrentar essa crise. Por força de uma inusitada decisão do STF vivenciamos a realidade de cada ente federado deliberar sobre medidas restritivas aos cidadãos, até então somente concebidas pela constituição em casos de estado de sítio. Esse cenário tem elevado o tom de discussão ideológica, em que parte da classe política rejeita a economia e afronta letalmente comerciantes, profissionais autônomos, enfim, o trabalhador brasileiro .É preciso altivez para enfrentar a pandemia, não nego, ao contrário trabalho em favor da imunização em massa e voluntária da população. Tudo muito novo! Mas há algo que não mudou e nem se apresenta como novo.A demagogia e a hipocrisia como instrumento para angariar benevolência popular. Tem prefeito que ousa enganar sutilmente a população, fazendo joguetes orçamentários para dizer que está priorizando a aquisição da vacina. Vivi para ver um chefe do executivo enunciar que estaria alterando orçamento de autarquia de serviço público como forma de possibilitar essa aquisição. Ainda faz um joguete de encaminhar mensagem a câmara de vereadores para esse fim, de modo a justificar um grande feito. “Pronto: estamos tirando dinheiro de uma autarquia envolvida em escândalos e corrupção e agora vamos atender à população. ”Demagogia e hipocrisia política sutis.

Comentários