Namorada de Dr. Jairinho acredita que o filho caiu da cama antes de morrer

773

Mãe de Henry Borel Medeiros, de 4 anos, a professora Monique Medeiros da Costa e Silva de Almeida acredita que as lesões apresentadas no laudo de exame de necropsia foram provocadas por uma queda do menino da cama, na madrugada do último dia 8. Em depoimento à Polícia Civil, ela e o namorado, o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (Solidariedade), disseram que, quando acordaram, por volta de 3h30, o menino já estava “gelado” e com “os olhos virando”.

Nos termos de declaração, aos quais o GLOBO teve acesso com exclusividade, Monique contou que o ex-companheiro, o engenheiro Leniel Borel de Almeida, pegou Henry em sua casa, na Barra da Tijuca, no sábado, dia 6, e o devolveu por volta de 19h de domingo. Na ocasião, ela diz que o filho chorava muito e chegou a vomitar. Ela então teria acalmado a criança, a levado a uma padaria e subido para o imóvel onde mora com Jairinho desde novembro do ano passado.